terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

'Ou se cria consciência coletiva, ou teremos o mês mais dramático da pandemia', diz governadora do RN

Após publicar um decreto com recomendações para os municípios adotarem medidas de contenção à Covid-19, como o fechamento de bares e restaurantes depois das 22h, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), cobrou que as prefeituras adotem essas e outras ações mais restritivas para conter o avanço da pandemia no estado de forma urgente.  Em entrevista ao RN 1, da Inter TV Cabugi, a governadora falou que considera a situação no estado "dramática" e que os municípios precisam agir com coragem e até "antipatia" para adotar medidas restritivas mais severas. Caso contrário, ela acredita que o estado pode viver em março a situação mais crítica de toda a pandemia.  "Eu estou tomando medidas no sentido de dizer: é preciso adotar urgentemente essas medidas restritivas", disse Fátima Bezerra.

"Isso tem um fundamento científico, do nosso comitê, que está dizendo o seguinte: ou se cria essa consciência coletiva e aí são as autoridades públicas não se omitindo ou fugindo da suas responsabilidades, e tendo a coragem de tomar medidas, inclusive que podem ser antipáticas, chamando a sociedade pra que se possa evitar as aglomerações, ou se não, nós vamos ter o mês, em março, mais dramático da história da pandemia no Rio Grande do Norte e no Brasil".

A governadora explicou que o motivo de o decreto publicado pelo governo do estado no sábado ter sido em forma de recomendação é uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que dá autonomia aos municípios para tomarem decisões referentes às restrições durante a pandemia. "Essa competência, de acordo com o STF, é do município", disse a governadora, que cobrou atitude.

"Quero conclamar os prefeitos e prefeitas. É urgente. É pra ontem. Tenham atitude. Baixem o decreto. Se vocês querem tomar inclusive medidas mais restritivas ainda, que tomem. Adotar toque de recolher por que não? É fundamental que façam isso. Porque não adianta achar que só abrir leitos de UTI vai resolver. Não vai".

De acordo com o Regula RN, plataforma que monitora em tempo real as internações por Covid-19 no estado, atualmente o RN tem 87% de ocupação dos leitos críticos. A Grande Natal ultrapassou os 90%. A consulta foi realizada às 17h desta segunda-feira (22). Segundo a governadora, 64 novos leitos serão abertos no estado nesta semana. Ela disse ainda que conversou com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pedindo mais 20 kits de leitos de UTI para o estado.

Fátima Bezerra reforça, no entanto, que a ampliação da rede não vai solucionar todos os problemas e que por isso é necessário que a população evite aglomerações e siga com as medidas sanitárias necessárias.

"Não se iludam. Não basta só abrir leitos de UTI. Não basta. O mundo inteiro está comprovando que as medidas sanitárias são imprescindíveis para gente conter a transmissibilidade da doença", disse.

A gestora reforçou também que a descoberta confirmada pela UFRN no sábado, de que as duas variantes brasileiras (identificadas primeiro em Manaus e Rio de Janeiro) já circulam no estado, é motivo de preocupação.

"Nós estamos tratando aqui de uma pandemia, que infelizmente voltou a crescer de novo. Que está trazendo um dado preocupante, que é a mutação do vírus que chegou no RN. Então, eu não vou iludir a população do meu estado, dizendo que basta apenas de um lado abrir leitos, que isso vai ser resolvido", disse.

"Não vamos iludir a população. Achar que apenas com a obrigatoriedade do uso da máscaras nós vamos conter essa pandemia. É necessário medidas mais restritivas para conter aglomeração". FONTE CONTINUIDADE : https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/22/ou-se-cria-consciencia-coletiva-ou-teremos-o-mes-mais-dramatico-da-pandemia-diz-governadora-do-rn.ghtml

Concurso da Polícia Civil do RN tem provas adiadas por causa da pandemia

Polícia Civil do Rio Grande do Norte suspendeu as provas do concurso que eram previstas para os dias 7 e 14 de março por causa do agravamento da situação da pandemia no estado. Ao todo, o processo conta com mais de 61 mil candidatos aos cargos de agente, escrivão e delegado.  De acordo com a corporação, após reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (22), a Comissão Especial do Concurso Público da Polícia Civil decidiu por unanimidade pelo adiamento das provas, "em face do agravamento dos indicadores da pandemia, conforme dados estatísticos e análise por parte do Comitê de Especialistas da Secretaria Estadual de Saúde Pública".

governo ainda não anunciou novas datas. Em nota, a polícia afirmou que a comissão continuará vigilante e "tão logo a situação da pandemia seja estabilizada no estado", o processo seletivo terá prosseguimento.

Concurso

O concurso para a Polícia Civil do Rio Grande do Norte teve um total de 61.042 inscritos, de acordo com dados divulgados neste mês pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) - organizadora das provas. A concorrência chega a 512 candidatos por vaga para o cargo de delegado.

O edital do concurso público foi publicado no dia 25 de novembro de 2020 com 301 vagas - todas de nível superior - para agente, escrivão e delegado. São 47 vagas para delegado, 230 para agente de polícia e 24 para escrivão. Os salários oferecidos são de R$ 4.731,90 para agente e escrivão e R$ 16.670,59 para delegados. último concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte foi em 2008, e o anterior, 15 anos antes. FONTE: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/23/concurso-da-policia-civil-do-rn-tem-provas-adiadas-por-causa-da-pandemia.ghtml

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Com quase 90% de ocupação, região metropolitana de Natal tem fila de espera maior que número de leitos para Covid-19

Com 89,9% de ocupação dos leitos críticos para Covid-19, a região metropolitana de Natal tem uma fila de espera por leitos maior que o número de vagas disponíveis, na manhã desta segunda-feira (22), segundo dados do Regula RN - sistema usado no Rio Grande do Norte para regular as internações no estado. A situação crítica não é apenas na capital. Em todo o estado, o número de pacientes à espera de leitos se igualou ao número de UTIs disponíveis. Eram 42, para 42 vagas. Nove hospitais estavam com todos os leitos ocupados e três estavam operando acima de 90% da capacidade.

Por volta das 9h, o estado tinha 42 pessoas na lista de espera por leito, sendo que contava com 42 leitos disponíveis. Ainda havia cinco pacientes já regulados que aguardavam transporte para uma UTI.

A situação mais crítica é na região metropolitana. Do total de 42 pacientes que aguardavam leito no estado, 41 eram apenas na região metropolitana. No entanto, no mesmo horário, só havia 26 leitos críticos disponíveis na região.

situação da região metropolitana se agravou mesmo com a abertura de novos leitos. O Hospital de Campanha de Natal abriu mais 10 UTIs - todas já ocupadas. O Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) também abriu novos leitos, já integrados ao sistema, mas os oito estavam também ocupados pela manhã.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, outros 13 leitos deverão ser disponibilizados no Hospital Giselda trigueiro, em Natal, até esta terça-feira (23).

região Oeste também passou dos 80% de ocupação, pela manhã e apenas o Seridó está com ataxa abaixo dos 70%.

Novas variantes

Universidade Federal do Rio Grande do Norte confirmou a circulação de duas variantes do novo coronavírus no estado. As variantes têm origem em Manaus o no Rio de Janeiro. Na última sexta-feira (22), o governo recomendou que municípios fechassem bares e restaurantes a partir das 22h e negou a recomendação do comitê científico do estado de voltar a fechar escolas.

A prefeitura de Natal anunciou que vai divulgar nesta segunda-feira (22) novas medidas contra o avanço da doença. FONTE: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/22/com-quase-90percent-de-ocupacao-regiao-metropolitana-de-natal-tem-fila-de-espera-maior-que-numero-de-leitos-para-covid-19.ghtml

Covid-19: Fim de semana tem aglomerações e vaquejada interditada por fiscalização na Grande Natal

As ações integradas da Operação Pacto pela Vida registraram aglomerações e até uma vaquejada com desrespeito às normas de uso de máscara e distanciamento, para prevenção à Covid-19, durante o último fim de semana, entre a sexta-feira (19) e o domingo (21). Os casos foram registrados em Natal e região metropolitana. As fiscalizações resultaram na interdição de um parque de vaquejada, apreensão de equipamentos de som, dispersão de pessoas em festas e bares em Natal e Grande Natal. Na capital, houve ações de fiscalização e dispersão de aglomerações na Rua Conselheiro Tristão (Redinha), Av. Engenheiro Roberto Freire (Ponta Negra), Rua Araxá (Conjunto Pirangi), Av. Das Alagoas (Neópolis), entre outros.

A operação contou com comboio de 22 viaturas envolvendo a Polícia Militar, Guarda Municipal de Natal, Corpo de Bombeiros, secretarias de Meio Ambiente e Urbanismo; Serviços Urbanos e Mobilidade Urbana.

Um parque de vaquejada localizado no distrito de Caiana, em Extremoz, foi interditado pelas forças policiais por promover competição com aglomeração de pessoas infringindo os decretos de combate à Covid-19.

O comandante da guarda municipal de Natal, Alberfran Grilo, explicou que diversas denúncias foram recebidas pelas equipes de fiscalização que se dividiram para atender os chamados que na sua maioria versavam sobre aglomerações em locais públicos e utilização de equipamentos de som, também gerando concentração de pessoas. Também devido a um jogo de futebol nacional, alguns bares infringiram as regras com número alto de pessoas no mesmo local.

“Nossas equipes estão dando tudo para combater essas ilegalidades, mas precisamos também que a sociedade nos ajude e respeite os decretos que prezam pela vida das pessoas”, pediu o comandante. Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/22/covid-19-fim-de-semana-tem-aglomeracoes-e-vaquejada-interditada-por-fiscalizacao-na-grande-natal.ghtml

sábado, 20 de fevereiro de 2021

Governo publica decreto com recomendação aos municípios para fechamento de bares e restaurantes às 22h no RN

O governo do Rio Grande do Norte publicou na edição deste sábado (20) do Diário Oficial do Estado (DOE) o decreto em que recomenda aos municípios que anunciem medidas para que bares e restaurantes só funcionem até às 22h nos próximos 14 dias.  A medida foi sugerida pelo comitê científico estadual diante do aumento no número de casos de Covid-19 no estado e da pressão pelos leitos públicos no RN e principalmente na Grande Natal.  O decreto também orienta que sejam proibidas festas e eventos públicos ou privados e a comercialização de bebidas alcóolicas, assim como o seu consumo, em ambientes públicos após as 22h.  O documento indica ainda que serão realizadas barreiras sanitárias pelo estado e que haverá um aumento da fiscalização e controle dos protocolos sanitários pela vigilância em saúde.

Segundo o decreto, também será intensificado o monitoramento e rastreio da implementação das medidas sanitárias nos municípios turísticos do estado.

Outro ponto citado é a disponibilização das forças de segurança estaduais aos municípios, através do Pacto pela Vida, para coibir aglomerações e garantir o cumprimento das medidas sanitárias. O documento também reforça a determinação do uso de máscaras em locais públicos e de convivência.

O decreto com as recomendações foi anunciado após reuniões na sexta-feira (20) que envolveram prefeitos da Região Metropolitana e de cidades polos do estado, além de gestores da área de saúde, Ministério Público do RN e chefes de outros poderes estaduais. A governadora Fátima Bezerra (PT) explicou que o decreto foi feito com recomendação, cabendo aos municípios atenderem, porque a adoção dessas medidas compete às prefeituras. Apesar disso, ela acredita que os gestores municipais se mostraram receptivos.

"Nós obtivemos amplo consenso e apoio no favoráveis às orientações emanadas do comitê científico que, diante do reconhecimento da pandemia, orienta o uso de medidas mais restritivas. Todos os prefeitos e gestores da Região Metropolitana e dos municípios polos, e os chefes dos demais poderes, foram favoráveis às medidas. Os prefeitos adiantaram que vão publicar decretos no âmbito local adequando essas orientações às peculiaridades, especificidades de cada município", disse.

Municípios como São Gonçalo, Parnamirim e Ceará-Mirim, que tiveram representantes nas reuniões, já confirmaram que vão adotar as medidas através de decretos municipais.

Em Natal, o prefeito Álvaro Dias (PSDB) disse que consultará o comitê científico municipal para tomar as decisões. "Não resolvemos ainda. Deveremos voltar a nos reunir para estudar medidas restritivas para fazer com que essas medidas sejam de uma forma mais intensas e aumentar a fiscalização", disse.

"Vamos estudar a possibilidade de diminuir o horário de funcionamento de bares e restaurantes. Estamos analisando com o comitê científico quais as medidas que podemos complementar. À princípio, estamos analisando apenas a diminuição do horário de funcionamento de bares e restaurantes. Nada mais do que isso à princípio. Mas na reunião, outras ideias devem surgir e podemos aprofundar, melhorar, aumentar essas medidas restritivas". Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/20/governo-publica-decreto-com-recomendacao-aos-municipios-para-fechamento-de-bares-e-restaurantes-as-22h-no-rn.ghtml

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Após aumento de casos de Covid-19, comitê científico do RN recomenda suspensão de aulas e fechamento de bares e restaurantes depois das 22h

O comitê científico do Rio Grande do Norte emitiu nesta quinta-feira (18) uma nova recomendação ao governo do Estado para o enfrentamento da Covid-19 em território potiguar. Entre as recomendações, estão a suspensão da aulas presenciais nas escolas privadas por pelo menos 14 dias e o fechamento de bares e restaurantes depois das 22h também, inicialmente, por duas semanas. O Governo do Estado ainda avalia as recomendações enviadas pelo comitê. No documento, o comitê também cita que devem ser feitas barreiras sanitárias com os estados da Paraíba e Ceará, bem como nos portos e aeroportos, "assim como implementação de barreiras sanitárias e intensificação do monitoramento e rastreio nos municípios sabidamente turísticos do estado do RN". A recomendação se dá também pela circulação das novas variantes do coronavírus no país.

Também foi recomendada a suspensão das atividades ambulatoriais de clínicas e consultórios e serviços públicos de rotina que não comprometam o cuidado continuado ao paciente e de cirurgias eletivas que demandem uso de leitos críticos na Região Metropolitana.

Outra recomendação é proibir eventos em toda a orla do RN por 14 dias e fortalecer os cuidados preventivos nas academias quanto ao uso de máscaras e distanciamento social, inclusive com aplicação de multa. (Veja todas as recomendações no fim).

Casos registrados de Covid-19 no RN em 2021

 

Meses                           Casos       Mortes

Janeiro e fevereiro          40.518          440

 

Fonte: Sesap

VEJA  AS RECOMENDAÇÕES 

1.     Suspensão das atividades presenciais de bares e restaurantes em todo RN após 22h por 14 dias, devendo a medida ser reavaliada após esse prazo;

2.     Suspensão das aulas presenciais das escolas privadas por 14 dias, devendo a medida ser reavaliada ao final desse período;

3.     Criação de serviço de denúncia para pais e alunos de escolas, sejam públicas ou privadas, fazerem denúncia sobre ocorrência de casos de sintomáticos respiratórios que não tenham sido devidamente afastados do convívio, assim como suas turmas escolares não tenham sido submetidas ao protocolo orientado na Nota Informativa número 03/2021 - SESAP/SUVISA;

4.     Adiamento do início das aulas das escolas públicas do estado por 14 dias, ao fim do qual deverá ser reavaliada a necessidade de novo adiamento;

5.     Fortalecer os cuidados preventivos nas academias no que concerne ao uso de máscaras e distanciamento social inclusive com aplicação de multa para aqueles estabelecimentos que forem flagrados infringindo as regras.

6.     Estabelecimento de barreiras sanitárias com os estados da Paraíba e Ceará, bem como nos portos e aeroportos, assim como implementação de barreiras sanitárias e intensificação do monitoramento e rastreio nos municípios sabidamente turísticos do estado do RN;

7.     Busca ativa de casos e contatos, bem como monitoramento dos casos ativos pela Atenção Primária dos municípios;

8.     Aplicar sanções previstas em lei a estabelecimentos de saúde públicos e privados, como clínicas, hospitais e laboratórios, que deixem de notificar os casos aos serviços de informação e de controle de leitos;

9.     Ampliar a vigilância genômica no Rio Grande do Norte;

10.Suspender as atividades ambulatoriais de clínicas e consultórios e serviços públicos de rotina que não comprometam o cuidado continuado ao paciente;

11.Suspender cirurgias eletivas que demandem uso de leitos críticos na Região Metropolitana;

12.Proibir eventos em toda a orla do RN por 14 dias;

13.Abrir leitos de UTI covid-19 no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), os quais deverão ser mantidos enquanto a Taxa de Ocupação do RN estiver acima de 60%;

14. Ampliar a fiscalização do estado (polícia militar) nos finais de semana em bares e na orla potiguar, especialmente da região metropolitana.

FONTE: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/18/apos-aumento-de-casos-comite-cientifico-do-rn-recomenda-suspensao-das-aulas-em-escolas-privadas-e-fechamento-de-bares-e-restaurantes-depois-das-22h.ghtml

Após anúncio de aumento do preço da gasolina, potiguares fazem filas para abastecer carros; litro chega a R$ 5,69

Após o novo aumento anunciado pela Petrobras no preço da gasolina, de 10%, potiguares fizeram filas para tentar abastecer carros e motos a preços menores em Natal e região metropolitana, na noite desta quinta-feira (18).

Alguns postos já apresentavam preços mais altos. Em um posto localizado na Coophab, em Parnamirim, cobrava R$ 5,69 por litro. Um frentista disse que o valor poderia chegar a R$ 6 nesta sexta-feira (19).

Porém, alguns estabelecimentos ainda vendiam gasolina por R$ 4,99 na capital. Alguns desses postos registraram filas durante a noite. Nos visitados pela Inter TV Cabugi, a espera era de pelo menos 20 minutos. O estudante Zeus Medeiros, afirmou que costumava gastar cerca de R$ 200 por mês para abastecer o carro em Cruzeta, no interior no estado. Recentemente, quando mudou para Natal, o gasto com gasolina praticamente duplicou. "Dois aumento sucessivos. Infelizmente a gente tem que se sujeitar a isso", disse.

Em comunicado à imprensa, a Petrobras afirma que explicou que os reajustes fazem parte do alinhamento de preços com o mercado internacional e com a oscilação do dólar. Os reajustes já acumulam alta de 35%. FONTE: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/19/apos-anuncio-de-aumento-do-preco-da-gasolina-potiguares-fazem-filas-para-abastecer-carros.ghtml

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Temos Vaga: JM Empreendimentos contrata em regime de urgência Gerente Operacional e de vendas para o Posto Guamaré

Necessita para contratação imediata para o cargo de Gerente Operacional/Vendas

Os interessados ao cargo deverão nos enviar um vídeo de no mínimo 2 minutos no máximo 5 com os seguintes pontos:
* Apresentação pessoal e profissional
* Responda a pergunta: “Se você for contratado para a vaga de gerente do Posto Guamaré JM, qual seria sua contribuição gerencial e comercial para a empresa?”


 Enviar vídeo para o nosso whatsapp: (84) 9 9987-9836

Habilidades para o Cargo:
* Dedicação integral
* Alta Habilidade Comercial e Comunicativa
* Capacidade de se superar e atingir metas

Oferece:
* Possibilidade de crescimento na empresa
* Salário do Sindicato
* Bônus Extras ao atingir metas de vendas
* Participação em treinamentos e capacitações oferecidos pela empresa

FONTE : https://guamarenews.com/#ixzz6mojvBHsQ

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Certificado de registro e licenciamento de veículos (CRLV) volta a ser impresso em todo Brasil

Uma decisão no ano passado determinou que os Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) seria disponibilizado apenas em versão digital - o chamado CRLV-e -, e caberia ao proprietário imprimir o documento em casa ou no respectivo Centro de Registro de Veículos (CRVA).

Mas uma liminar do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) determinou que o Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o Certificado de Licenciamento Anual (CLA) voltem a ser impressos. A decisão vale provisoriamente para todo país. O recurso civil contra a medida original foi pedido pelo Conselho Federal dos Despachantes Documentalistas do Brasil (CFDD/BR) e outros despachantes do estado de Santa Catarina. A ação segue em andamento e ainda não é definitiva.

A decisão foi embasada na lei 14.071/2020, assinada pelo governo federal em outubro. O prazo para ela entrar em vigor acontecerá no dia 12 de abril. A medida alterou muitas coisas no Código Brasileiro de Trânsito e garante a emissão dos documentos por meio físico ou digital. O proprietário escolhe a forma. O fato de boa parte dos brasileiros não terem acesso à internet foi um determinante na época em que a lei foi definida. FONTE: https://autoesporte.globo.com/mercado/noticia/2021/02/certificado-de-registro-e-licenciamento-de-veiculos-crlv-volta-a-ser-impresso-em-todo-brasil.ghtml

Mulher morre após ser atropelada por motociclista em Natal

Uma mulher de 56 anos morreu após ser atropelada por um motociclista na manhã desta quarta-feira (10) em Natal. O caso aconteceu por volta das 6h50 na avenida Pompéia, na Zona Norte da capital potiguar.

A vítima foi identificada como Maria Eugênia Gomes. Segundo testemunhas, ela tentava atravessar a via, quando foi atingida por uma motocicleta que passava na região.

O motociclista envolvido no atropelamento acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Porém, ao chegar no local, a equipe de socorro confirmou o falecimento da vítima.

O homem foi atendido pela equipe do Samu. O acidente será investigado pela Polícia Civil. FONTE: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2021/02/10/mulher-morre-apos-ser-atropelada-por-motociclista-em-natal.ghtml

Auxílio Emergencial: governo libera pagamento para mais 22 mil pessoas

Após reavaliações e contestações, 22.233 pessoas irão receber nesta quarta-feira (10) um total de R$ 20,95 milhões referentes a parcelas do Auxílio Emergencial, segundo novo calendário de pagamento publicado no Diário Oficial da União. Os beneficiários receberão de uma só vez todas as parcelas a que têm direito. Segundo o Ministério da Cidadania, os recursos estarão disponíveis nesta quarta-feira tanto para transferências e pagamentos quanto para saques. Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

·         Saiba como liberar a conta bloqueada no aplicativo Caixa Tem

·         SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL

São 4 os grupos que receberão o benefício:

·         12 mil pessoas receberão as parcelas de 1 a 5: beneficiários que tiveram o pagamento reavaliado após reavaliações de cadastros e atualizações de dados governamentais;

·         9,4 mil pessoas receberão as parcelas de 6 a 9: beneficiários que ainda não haviam recebido a extensão e passaram por reavaliação;

·         371 pessoas receberão parcelas de 7 a 9: beneficiários que tiveram o pagamento da extensão do auxílio reavaliado;

·         561 pessoas receberão parcelas de 6 a 9: beneficiários que fizeram o procedimento de contestação.

O Auxílio Emergencial foi liberado para mais de 68 milhões de trabalhadores, o que representa 32,2% da população e cerca de 40% das residências, totalizando cerca de R$ 294 bilhões em pagamentos.

Governo discute volta do benefício

Pago durante o ano passado a trabalhadores informais afetados pela pandemia, o auxílio emergencial foi suspenso em dezembro. Entretanto, com a manutenção dos efeitos da pandemia sobre a economia e lentidão da vacinação contra a Covid-19 no país, o governo já discute a retomada do benefício.

Na segunda-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro disse estar "negociando" o tema com ministros, e o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, afirmou ver "expectativa positiva" de um anúncio ainda nesta semana.

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou, na semana passada, que o auxílio emergencial pode voltar a ser pago para cerca de 32 milhões de pessoas, metade dos beneficiários de 2020.

·         Novo auxílio emergencial: o que esperar da possível retomada do benefício

FONTE: https://g1.globo.com/economia/auxilio-emergencial/noticia/2021/02/10/auxilio-emergencial-governo-libera-pagamento-para-mais-22-mil-pessoas.ghtm