terça-feira, 2 de março de 2021

Médico é agredido por familiar após alertar sobre riscos da Covid-19, no Paraná: 'Dói, mas sinto que estou do lado que zela pela vida'

O médico infectologista José Eduardo Mainart Panini foi agredido por um familiar após alertar sobre os riscos da Covid-19, em Toledo, no oeste do Paraná. Segundo ele, o agressor estava se preparando para ir a uma festa.

"Fomos tentar falar que era errado, que ele não deveria ir à balada e colocar em risco a saúde de ninguém, e ele já partiu para cima de mim. Até que chegou um amigo dele, que estava no carro o esperando, me segurou no chão, me deu um mata-leão, apertando muito meu pescoço, enquanto esse familiar me agredia. Minha esposa, que também é médica, também foi agredida com um soco", contou ao G1.

A agressão ocorreu na sexta-feira (26), no mesmo dia em que o Governo do Paraná estabeleceu medidas mais rígidas em relação à pandemia no estado, devido o aumento expressivo no número de contaminados e de mortos pela doença."Eu cheguei em casa depois de passar o dia em reunião justamente vendo que a situação da pandemia tinha piorado muito. Daí veio esse familiar, que mora com idosos, e falou que ia desrespeitar tudo. Fui agredido por tentar alertar sobre a atual situação da pandemia e por uma pessoa que realmente não se solidariza com o que está acontecendo. Dói, mas sinto que estou do lado que zela pela vida", comentou Panini.   Fonte e continuidade : https://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2021/03/01/medico-e-agredido-por-familiar-apos-alertar-sobre-riscos-da-covid-19-no-parana-doi-mas-sinto-que-estou-do-lado-que-zela-pela-vida.ghtml

Nenhum comentário: