quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

METEOROLOGISTA EXPLICA VENTANIA E CHUVAS DE GRANIZO REGISTRADAS NO RN

Um sistema meteorológico que atua sobre o Nordeste desde o último fim de semana foi o que causou fortes chuvas, inclusive de granizo, além da ventania que derrubou árvores e destruiu várias estruturas em Macau, na região da Costa Branca potiguar nesta segunda-feira (7). A explicação foi divulgada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) nesta terça-feira (8).

O sistema é um Vórtice Ciclônico de ar Superior, que é comum na região durante o período mais quente do ano, de novembro a fevereiro, segundo Gilmar Bristot, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn).
"Ele se origina com a presença de frente fria que, quando chega no sul da bahia força o vento que vem da Amazônia a se elevar em uma aspiral ciclônica", explica ele. Segundo o pesquisador, é como se fosse a formação de um ciclone ou um furação, sendo que de proporções bem leves, portanto sem tanta instabilidade e distúrbios. Empurrado, o ar começa a girar em sentido horário em elevadas altitudes, o que provoca chuvas. Ainda de acordo com o pesquisador, é difícil prever a formação desse sistema.
Porém, foi uma célula de intabilidade (fortes chuvas) provocada por ele que causou a ventania registrada no final da tarde desta segunda-feira (7) em Macau. FONTE E MAIS INFORMAÇÕES :   https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2019/01/08/meteorologista-explica-ventania-e-chuvas-de-granizo-registradas-no-rn.ghtm

Nenhum comentário: