terça-feira, 8 de agosto de 2017

GOLEIRO BRUNO SAI DE PRESÍDIO PARA VISITAR INSTITUIÇÃO ONDE VAI TRABALHAR EM MG

O goleiro Bruno Fernandes visitou nesta segunda-feira (7) o Núcleo de Capacitação para a Paz (Nucap), em Varginha (MG), onde começar a trabalhar nesta semana. O jogador, que está preso na cidade,   foi autorizado pela 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais do município a realizar trabalhos externos de segunda a sexta-feira e deve dar aulas de futebol para crianças e adolescentes assistidos pela entidade.

Bruno chegou ao local por volta de 6h, de forma discreta, e foi direto para a sala da coordenadora da instituição para acertar os detalhes sobre como o trabalho será realizado e assinar a documentação necessária. Depois o goleiro foi até a recepção, conversou com algumas pessoas, brincou com algumas crianças e seguiu para a quadra poliesportiva onde acontecem as aulas de futebol e de educação física no núcleo. Segundo a decisão da Justiça, o goleiro não vai poder ter contato com a área externa nem com pessoas de fora da instituição - apenas com parentes e familiares, como a mulher dele, que está grávida. O diretor do Boa Esporte Rildo Moraes, clube com o qual o jogador ainda tem contrato, chegou a ir ao local, mas teve que ir embora sem encontrar com Bruno.
Segundo a direção do Nucap, Bruno não vai necessariamente dar aulas de futebol e pode ter que realizar outras atividades, já que a instituição já tem uma estrutura e rotina definidas. O goleiro terá que se adaptar, também assistindo aulas de ressocialização no local, como os outros detentos.

O que determina a autorização:

·         Bruno será buscado e entregue dentro do pátio prisional, assim como os outros detentos
·         O Nucap deve enviar um relatório de frequência e atividades realizadas
·         Os dias trabalhados serão usados para fins de remição de pena
·         O presídio também deve enviar relatórios sobre comportamento do goleiro
·         A cada três meses, a folha de frequência deve ser encaminhada à Justiça

O Nucap

O Nucap atende reeducandos e suas famílias, além de egressos do sistema prisional. A entidade apoia a reinserção social e a recuperação dos condenados, de forma a contribuir para a redução da reincidência no crime.

Cerca de 60 crianças, filhos de condenados e de egressos, são atendidas pelo Núcleo. No local, elas recebem alimentação e reforço escolar. Também participam de atividades como natação e futebol, além de receber atendimento psicológico e assistência social.

Nenhum comentário: