terça-feira, 4 de abril de 2017

MUNDO: TUBARÃO APARECE EM ESTRADA APÓS PASSAGEM DE CICLONE

Um tubarão touro foi encontrado em uma estrada de terra a aproximadamente treze quilômetros da costa no estado de Queensland, na Austrália. O animal foi levado para longe de seu habitat pelo ciclone Debbie, que atinge o país desde a última terça-feira. A suspeita é que ele tenha nadado pela área inundada e acabou sendo arrastado pelos fortes ventos e enxurradas. O fenômeno é o mais potente a atingir a região, com ventos de trezentos quilômetros por hora.
O animal foi encontrado pelo Departamento de Bombeiros e Emergência de Queensland na cidade de Ayr, no nordeste do estado. As autoridades fotografaram o tubarão e utilizaram o ocorrido para alertar os moradores em suas redes sociais. “Acha que é seguro entrar na água? Pense de novo! Fique fora das inundações”, escreveram.
Um episódio parecido já havia ocorrido em 2011, quando um tubarão foi parar dentro de uma loja do Mc Donald’s na cidade interiorana de Goodna. Na ocasião, o animal foi levado pelo ciclone Yasi, a mais forte a atingir a Austrália até então, destruindo lares, plantações e resorts.
Ciclone Debbie
O ciclone Debbie, rebaixado a tempestade tropical pouco após tocar terra no estado de Queensland, se estendeu com fortes ventos e fortes chuvas rumo ao sul até o estado de Nova Gales do Sul, onde as autoridades trabalham para evacuar milhares de moradores. Até a tarde de sábado, foram encontrados três corpos e muitas pessoas estavam desaparecidas.
A Grande Barreira de Coral e os resorts a sua volta sofreram a maior parte do impacto da tempestade. O aumento do nível das águas afeta as cidades de Lismore, onde o rio ultrapassou um dique, Murwillumbah e Tweeds Head, em Nova Gales do Sul, assim como os municípios de Logan, ao sul de Brisbane, e a turística Gold Coast, em Queensland.
Os serviços de emergência têm dificuldades para chegar às áreas afetadas com seus botes e a via aérea se vê obstaculizada por ventos de cinquenta a noventa quilômetros por hora no litoral norte de Nova Gales do Sul, onde há 10.000 casas sem eletricidade. Segundo a chefe do governo do estado de Queensland, Annastacia Palaszczuk, 50.000 pessoas estão sem luz nas regiões de Bowen, Mackay e Whitsunday, uma vez que o ciclone danificou mais de 600 linhas elétricas.
As autoridades avaliam o impacto econômico nos setores turístico e agrícola do ciclone, declarado como “catástrofe” pelo Conselho de Seguradoras da Austrália. Fonte: Veja

Nenhum comentário: