sexta-feira, 31 de março de 2017

SAÚDE: ÁGUA NO OUVIDO PODE CAUSAR INFECÇÕES; VEJA COMO EVITAR

O acúmulo de água no conduto auditivo externo é favorável para a proliferação de bactérias e fungos que podem causar uma inflamação conhecida como otite externa ou ouvido de nadador. Este tipo de infecção atinge desde o orifício mais visível da orelha até aproximadamente dois centímetros da membrana timpânica para dentro do ouvido, afetando diretamente a pele do conduto. Os sintomas mais comuns da otite externa são coceira e dor, mas também podem surgir secreção e uma perda auditiva temporária, devido ao inchaço no canal e obstrução do conduto na condução do som.
Muito tempo em contato direto com a água propicia a remoção da cera que protege o ouvido. “O aconselhável é que os frequentadores de piscinas e praias, principalmente os praticantes de esportes aquáticos, utilizem tampões para proteger a saúde auditiva. Às vezes, a água não foi devidamente tratada e torna-se suscetível à contaminação, ou pode conter produtos químicos que causam alergia às pessoas mais sensíveis e, até mesmo a água limpa, se ficar acumulada no canal auditivo vai encontrar um ambiente propício para o desenvolvimento de bactérias, ocasionando otites externas e/ou eczema”, alerta Katya Freire, fonoaudióloga com especialização em Audiologia, doutorado em Ciências pela UNIFESP e aperfeiçoamento nos EUA, na San Diego State University.
O tampão de natação veda completamente o conduto auditivo, bloqueando o contato com a água. Para maior eficácia deve ser feito sob medida. A linha Westone by Audicare, por exemplo, confecciona tampões personalizados, hipoalergênicos, com diferentes opções de cores, que flutuam na água para não perder na piscina.
Contudo, Katya adverte que existe uma contraindicação para o uso dos tampões, não devem ser utilizados para mergulhos profundos em decorrência do aumento da pressão.
A especialista em Audiologia faz algumas recomendações para prevenir casos de otite externa:
– Seque muito bem a orelha com a toalha após o banho de piscina, mar ou chuveiro.
– Não utilize o dedo, cotonete e outros objetos para limpar ou coçar o ouvido
– Caso perceba algum acúmulo de água tampando o ouvido, incline a cabeça para o lado obstruído e sacuda-a sutilmente. Se a água não sair, procure um médico especialista o mais breve possível.
– Faça uso de tampões quando for nadar ou praticar outros esportes aquáticos

“As pessoas não devem deixar de lado os sintomas da otite externa, é preciso buscar atendimento médico, pois se não for tratada adequadamente pode causar danos para a audição”, complementa Katya Freire. FONTE: NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário: