segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

FOTO DE RAPOSA CONGELADA DENTRO DE BLOCO DE GELO IMPRESSIONA O MUNDO

Enquanto caminhava sobre uma fina camada de gelo que cobria o Rio Danúbio, no Sudoeste da Alemanha, uma raposa acabou caindo dentro da água. A imagem do incidente, registrada pelo caçador alemão Franz Stehle, rodou o mundo na última sexta-feira e, de acordo com ele em entrevista à agência de notícias DPA, foi tirada para alertar sobre os perigos associados aos rios durante o inverno.
Contudo, a imagem é apenas uma entre uma série de registros impressionantes que ilustram o frio intenso que atualmente atinge o Hemisfério Norte. As constantes ondas de frio registradas na região provocaram muitos estragos e já mataram quase 1.000 pessoas, de acordo com informações do De Olho no Tempo.
As intensas massas polares foram potencializadas por vórtices ciclônicos (regiões de baixa pressão atmosférica) e uma contínua corrente de ventos de até 300 quilômetros por hora, sobre 12.000 metros de altitude, que contorna o Círculo Polar Ártico. Tais invasões gélidas acabaram migrando para o sul, rumo ao Equador, provocando intensas e violentas tempestades de neve no processo.
Na Argélia, as cidades localizadas em regiões mais elevadas registraram temperaturas de até -5° C com precipitação de neve. A neve também atingiu Deserto do Saara de forma intensa pela segunda vez desde 1979, sendo que eventos de menor intensidade foram registrados em 2005 e 2012, de acordo com o Gizmodo.
Na região de Alexandria, no Egito, foi registrada a menor temperatura em 100 anos, de 0° C, enquanto que no aeroporto internacional da cidade a mínima oficial foi de 3° C. Na Ásia, países como China, Afeganistão, Mongólia, Nepal, Quirguistão, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão também enfrentaram seus mais rigorosos invernos dos últimos 60 anos.
No norte da Mongólia, a menor temperatura para um mês de janeiro desde 1968 foi registrada, de -45° C. O gelo, de acordo com o governo do país, destruiu plantações e matou muitos animais.Na costa leste americana, a neve acumulada chegou a 20 centímetros de altura, enquanto que na Rússia e Polônia, as temperaturas estão abaixo de -20° C. Cerca de 10 poloneses morreram em razão do extremo frio.  A Antártida também registrou temperaturas recordes, com até -65° C no norte da Sibéria.
A neve acumulada é um dos maiores problemas, uma vez que causa severos estragos em plantações, fecha aeroportos e rodovias, isolando cidades inteiras. Em consequência disso, regiões sofreram com falta de comida em supermercados além da fabricação de ração para o gado também ter sido afetada. Ainda, o peso da neve em fios de alta tensão resultou na interrupção do fornecimento de energia elétrica em cidades, bem como causou diversos desabamentos de telhados, especialmente na Turquia. FONTE: JORNAL CIÊNCIA

Nenhum comentário: