quinta-feira, 31 de março de 2016

GRUPO FAZ ATO EM DEFESA DO GOVERNO DILMA ROUSSEFF EM NATAL

Pessoas que a póiam o governo Dilma Rousseff (PT) voltaram a realizar um ato pelas ruas de Natal na tarde desta quinta-feira (31). O grupo se concentrou em frente ao shopping Midway Mall, na Zona Sul, e seguiu em caminhada até a praça da Árvore de Natal, em Mirassol, bairro também da Zona Sul. O protesto começou às 16h e terminou por volta das 19h40.

O ato é organizado pela Frente Brasil Popular. Às 19h15, os organizadores informaram que 40 mil pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar informou às 19h que eram 20 mil presentes.
Além da capital potiguar, diversas manifestações a favor e contra o governo acontecem no restante do país. O G1 acompanha os protestos em tempo real.
O advogado Evandro Borges lembrou do posicionamento da OAB, que se colocou a favor do impeachment de Dilma. "O posicionamento da OAB a favor do impeachment não é unânime. Hoje, os advogados do Rio Grande do Norte também saem às ruas em defesa da democracia e contra o golpe".

O cirurgião dentista Ycaro Kallyo saiu de Caicó, cidade na região do Seridó potiguar, para participar da manifestação em Natal. "O impeachment não tem legitimidade jurídica, por isso é golpe. Eu estou aqui pra defender o meu voto e o da minha filha de 17 anos. Para defender a democracia", disse.
Segurança
Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, cerca de 550 profissionais trabalharam no ato. São agentes de segurança pública da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Itep, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Guarda Municipal e agentes de trânsito.
A Secretaria recomendou que condutores de veículos evitassem trafegar no trecho da manifestação a partir das 15h, quando uma das vias, sentido Parnamirim/Natal foi interditada.
A Polícia Rodoviária Federal orientou os condutores que precisassem se deslocar neste sentido que buscassem vias paralelas, como o prolongamento da Prudente de Morais (entrado pelo Conjunto Cidade Satélite), avenida Integração (retornando pelo viaduto de Ponta Negra) ou pelas rotas do Campus Universitário (entrado pela avenida Engenheiro Roberto Freire). Por uma questão de segurança não foi permitida o acúmulo de pessoas nas passarelas sobre o trecho do percurso.

Policiais também foram distribuídos a pé e veículos durante todo o percurso para garantir a segurança dos participantes, bem como do público que circulou pelo trajeto.
Mossoró
Um outro ato pró-governo Dilma Rousseff também foi realizado em Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. A manifestação começou às 16h. Os manifestantes percorreram as principais ruas do centro da cidade até o teatro municipal Dix-huit Rosado. O ato foi organizado pela Frente Brasil Popular. A organização disse que pelo menos 3.500 pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar divulgou que eram 250 participantes.
Pau dos Ferros
Em Pau dos Ferros, cidade também do Oeste do Rio Grande do Norte, um ato a favor do governo aconteceu na manhã desta quinta (31). Segundo os organizadores, o ato reuniu 1.500 manifestantes. Segundo a PM, foram 400.
FONTE: G1 DO RN

CHUVAS ELEVAM VOLUME DA BARRAGEM ARMANDO RIBEIRO GONÇALVES

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do estado (EMPARN) registrou ocorrência de fortes precipitações chuvosas entre a terça-feira (29) e a manhã de ontem em grande parte do interior do Rio Grande do Norte. A região do Seridó foi a mais beneficiada com as chuvas.

A alta incidência chuvosa, que em alguns municípios ultrapassou a marca de 100 milímetros, provocou o acumulo de água em diversos reservatórios do estado. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, principal reservatório potiguar, recebeu cerca de 29 milhões de metros cúbicos de água e, segundo a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos, atingiu a marca de 21% de seu volume total.

A cidade que apresentou o maior acúmulo de chuva foi o município de Angicos, na mesorregião Central. De acordo com a EMPARN, em 24 horas, choveu cerca de 132 milímetros no distrito.
Também foram registrados altos índices chuvosos nas cidades de São João do Sabugi (100mm), Acari (98,7mm), Pedro Avelino (98,7) e Mossoró (68mm). Houve ainda registro de precipitações de média e forte intensidade em outros municípios das regiões Oeste, Central e em parte do Agreste. 

As chuvas acabaram sendo acima do esperado para o período do ano, uma vez que a época chuvosa caminha para o seu término. Ainda assim, a EMPARN prevê a ocorrência de mais chuvas de média e forte intensidade para os próximos dias. 

A regressão fenômeno ‘El Niño’, responsável por aquecer as águas do oceano pacífico, seria o causador principal das precipitações previstas para o decorrer da semana. Caso o aquecimento do oceano pacífico continue em processo de redução, é possível que o período chuvoso se estenda além do mês de maio, quando normalmente se encerra o “inverno” na região nordeste.
Em 2016, o ‘El Niño’ atuou cerca de 1,5° acima das temperaturas normalmente registradas, maior patamar desde 1990. De acordo com o meteorologista da EMPARN Gilmar Bistrot, as precipitações registradas entre terça e quarta-feira, em especial, foram provocadas pela Zona de Convergência Intertropical (ZCI). É a primeira vez no ano que o fenômeno age no Semiárido nordestino.

Gilmar ainda disse que a tendência é de que as chuvas durem pelo menos mais dez dias no estado. A região Oeste potiguar deve receber maiores registros de chuva.

Ainda de acordo com Gilmar Bistrot é possível que, com a redução do ‘El Niño’, o período de chuvas no Rio Grande do Norte se estenda até meados de junho. “Caso isso aconteça, o solo ficará mais propenso para que o agricultor plante culturas leves, como feijão e milho, e reduzir a deficiência hídrica no sertão”, avaliou. FONTE:  NOVO JORNAL

FRENTE BRASIL POPULAR REALIZA ATO PRO-DILMA NESTA QUINTA EM NATAL

A Frente Brasil Popular no Rio Grande do Norte promove nesta quinta-feira um novo ato público em defesa da democracia e do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Intitulado de “Natal pela Democracia”, a concentração do ato está marcada para 15h30 no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, próximo ao shopping Midway Mall. Logo depois, às 17h, eles seguem pela marginal da BR 101 (sentindo Parnamirim/Natal), em caminhada rumo a árvore do bairro de Mirassol, ainda na zona Sul da cidade.

A organização espera levar 30 mil pessoas nas ruas principais vias da capital potiguar. O número é o mesmo estimado pela organização para o ato anterior realizado no último dia 18.  A atividade ocorre em consonância com diversas ações que serão promovidas nas capitais de todos os estados brasileiros. 
A previsão é que os participantes cheguem às 19h30 na árvore de Mirassol. No local será feito um ato político com a leitura de manifestos de segmentos da sociedade que se posicionaram contra o golpe, entre eles religiosos, juristas e a classe universitária. 

A Frente Brasil Popular representa mais de 60 entidades e movimentos soci-ais brasileiros e considera que o impeachment da petista sem comprovação de crime de responsabilidade se caracteriza como um golpe. 
A data, 31 de março, segundo eles, faz alusão aos eventos que culminaram no golpe militar em 1º de abril de 1964 e, posteriormente, em uma ditadura que durou cerca de 30 anos.
A Frente entende que nenhuma outra data se assemelha mais ao atual momento que vive a política nacional. FONTE: NOVO JORNAL

quarta-feira, 30 de março de 2016

GUAMARÉ GANHA NOVO ÔNIBUS DA LINHA NATAL/GUAMARÉ

A empresa de transporte Interestadual e que faz o transporte rodoviário de passageiros de Guamaré/Natal – Natal/Guamaré, a Expresso Cabral, à duas semana substituiu o veiculo que prestava serviço a população Guamareense, por um veiculo novo, assim trazendo um maior conforto e segurança nas viagens dos Guamareenses ao deslocarem a capital do RN. FONTE: GUAMARÉ NEWS

MINISTROS DO PMDB DESOBEDECEM SIGLA E VÃO CONTINUAR NO GOVERNO

Os ministros Kátia Abreu (Agricultura), Marcelo Castro (Saúde) e Celso Pansera (Ciência, Tecnologia e Inovação), todos do PMDB, anunciaram na tarde dessa terça-feira (29) que não deixarão os cargos.

Afirmação veio mesmo após o diretório da legenda determinar que todos os ministros que ainda permanecem nos cargos devem entregá-los, bem como os filiados que ocupam cargos no Executivo federal, sob risco de sofrerem sanções caso não o façam, de acordo com o Jornal Nacional.
Segundo a Globo News, a ministra Kátia Abreu adiantou que não vai entregar o cargo e irá mudar de partido, provavelmente o PSD. FONTE: AGORA RN

DILMA E LULA DECIDEM AUMENTAR ESPAÇO DE PP E PR NO MINISTÉRIO

Com a meta de realizar ainda nesta semana uma reformulação na Esplanada dos Ministérios, a presidente Dilma Rousseff reuniu na noite desta terça-feira (29) o núcleo político do Palácio do Planalto para discutir a nova configuração da equipe ministerial.
No encontro, que teve a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a presidente concordou com a necessidade de aumentar o espaço de aliados como PP e PR, considerados essenciais na estratégia do governo federal de evitar a abertura de um processo de impeachment na Câmara dos Deputados.
Segundo a Folha apurou, o PP tem reivindicado assumir o Ministério da Saúde. Também está em análise a hipótese de acomodar o PR no Ministério de Minas e Energia. As pastas são atualmente comandadas pelo PMDB, que anunciou nesta terça-feira (29) o desembarque do governo federal.
Além deles, o governo federal pretende acomodar na máquina pública o bloco formado por Pros, PHS e PEN, além de outras siglas nanicas, como PTdoB, PSL e PTN, em cargos de segundo e terceiro escalões.
A avaliação do Planalto é que, nesse momento, é necessário contemplar quem traga votos ao governo para segurar o impeachment na Câmara.
Em relação ao PMDB, o diagnóstico é que os ministros Helder Barbalho (Portos) e Eduardo Braga (Minas e Energia) trazem apoio, apesar de eles já terem decidido deixar o governo.
Por outro lado, os ministros Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) e Marcelo Castro (Saúde) não agregam apoio substancial na Câmara dos Deputados contra o impeachment, apesar deles querem continuar na Esplanada dos Ministérios.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, escalado para atuar como articulador do governo enquanto não pode assumir a chefia da Casa Civil, passou a terça-feira (29) cuidando do rearranjo.
Ele transformou o quarto no hotel em que está hospedado em Brasília em um bunker de negociações políticas.

No esforço de remodelar a base aliada, Dilma também se reuniu com os ministros Gilberto Kassab (Cidades), do PSD, e Antônio Carlos Rodrigues (Transportes), do PR, para avaliar a nova composição ministerial. FONTE: AGORA RN

segunda-feira, 28 de março de 2016

CHILE RELATA PRIMEIRO CASO DE TRANSMISSÃO SEXUAL DO VÍRUS ZIKA NO PAÍS

O Chile registrou seu primeiro caso de zika transmitido sexualmente, segundo informou o Ministério da Saúde do país. O vírus foi contraído por uma mulher de 46 anos de idade, após ter relações sexuais desprotegidas com seu parceiro — que havia sido infectado no Haiti.

O ministério disse em um comunicado em seu site: “Este é o primeiro caso documentado de vírus zika por transmissão sexual no Chile continental, onde não há presença do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença.”
“Até o momento, temos confirmados 10 casos de zika contraídos no exterior e registrados no país, incluindo oito em 2016. A maioria das infecções são assintomáticas. Homens e mulheres que retornam de áreas onde há zika devem considerar a adoção de sexo seguro ou se abster de atividade sexual, pelo menos, quatro semanas após o regresso. No caso de mulheres grávidas, este cuidado deve ser para todo o período de gravidez.” FONTE: AGORA RN

GUAMARÉ ESTÁ DE LUTO, A CIDADE PERDEU O SEU PRIMEIRO PREFEITO NESTE SÁBADO.

Por Jandir Candéas
Neste sábado (26) o município de Guamaré está de luto. Deus chamou para si o seu primeiro Prefeito, cidadão João Batista do Carmo, macauense, carinhosamente chamado de: Joãozinho de Alípio. Para os que acompanharam a trajetória de vida desse grande homem, reconhecem o exemplar tabelião, empresário, político e amigo, características que fizeram dele, uma figura de respeito em todas as instâncias.
Ao escrever meu livro: Guamaré, 50 Anos de Emancipação Política, Joãozinho, ao ser entrevistado, não só colocou à disposição os documentos relativos ao evento, mas doou ao município as fotos dessa solenidade, eternizando esse momento tão importante para nós, filhos da terra.
Joãozinho relatou com detalhes como se deu a emancipação, a quem interessou e os atores que participaram do fato. Foi enriquecedor. Mostrou-nos que Guamaré ao ser emancipada no dia 07 de maio de 1962, pela Lei 2744, articulada e sancionada pelo então Governador Aluízio Alves, somente teve Prefeito nomeado em 10 de dezembro do mesmo ano e empossado no dia 27 seguinte, ocorrendo em Natal, na Secretaria de Interior e Justiça, de acordo com os interesses políticos da época.
A festa de instalação do município deu-se em Guamaré, no dia 28, conforme fotos acima. Dessa forma o município mesmo emancipado, passou sete meses sem Prefeito e seus moradores não tiveram o direito de votar nas eleições de outubro do referido ano, uma vez que como separou-se de Macau, aguardava a nomeação de seu Prefeito.
Vale salientar que segundo informou Joãozinho, o acordo era para os guamareenses não votarem para as eleições de Prefeito em Macau, pois eram contrários ao candidato a Prefeito de lá, Albino Melo, apoiado por Aluízio Alves. Assim, Eleito Albino sem os votos de Guamaré, então deu-se a posse de seu Prefeito João Batista do Carmo.
Mas nosso município tem muito a agradecer a esse cidadão, que com honradez segurou o município até a ratificação da Lei, pois cumpriu com todas as etapas de instalação municipal, até a promoção da eleição para Prefeito constitucional, como previa sua nomeação. Entregou então a cidade ao primeiro Prefeito constitucional, Luiz Virgílio de Brito, filho da terra.
Garantiu assim a verdadeira emancipação de Guamaré. Em seguida, colocou Cartório no Fórum local, trazendo esse benefício aos seus moradores. No lançamento do livro de minha autoria: Guamaré – 50 Anos de Emancipação Política, Joãozinho compareceu ao Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, acompanhado de sua esposa e filho, recebendo a devida homenagem, conforme registro das fotos Que Deus o tenha perto de si e ampare os seus familiares. Seu exemplo ficará para sempre na memória do povo de Guamaré. FONTE: GUAMARÉ EM DESTAQUE

quinta-feira, 24 de março de 2016

BARRAGEM ARMANDO RIBEIRO PODE ENTRAR EM COLAPSO ESTE ANO

As fortes chuvas registradas no início deste ano não foram suficientes para reabastecer os reservatórios hídricos do Estado, que continuam a atingir níveis cada vez mais preocupantes. Até o momento, já são 11 barragens e açudes completamente secos e outros 14 encontram-se no chamado “volume morto”, que é quando a vazão não acontece mais de forma natural e são necessários outros meios para que essa água seja bombeada e aproveitada para o uso humano.

Essas informações foram apresentadas em um relatório do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), que avaliou a situação de 47 reservatórios com mais de cinco milhões de m³ de água, entre os dias 19 e 21 de março. Além desses dados alarmantes, o documento trouxe outra previsão ainda mais assustadora.
Caso o quadro não se reverta nos próximos meses, o maior reservatório potiguar, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, pode entrar em colapso até novembro. Localizada na bacia Piranhas-Açu, ela está hoje com somente 19,81% de sua capacidade total. Isso representa um volume de 475,4 milhões de m³. 

Essa já é a pior medição registrada na história do reservatório, que comporta até 2,4 bilhões de m³ de água e nunca havia estado tão seco antes. De acordo com o diretor presidente do Igarn, Josivan Cardoso Moreno, a partir do relatório divulgado pelo instituto, estão sendo elaboradas resoluções que restrinjam o uso da Armando Ribeiro Gonçalves, preservando o volume já existente e estendendo esse prazo até fevereiro de 2017.
“Hoje está com essa capacidade restrita e há uma resolução entre o Igarn e a Agência Nacional de Águas que faz toda a delimitação de como deve ser usada aquela água. Essa resolução, que está sendo feita desde o ano passado, é para que possamos ter a maior quantidade de água suficiente pelo maior tempo permissível”, explica.

Ainda segundo o diretor, a nova norma deve ser acompanhada por um serviço de fiscalização. “A ideia é que essa resolução consiga, dentro do que está sendo pleiteado e junto com todo o processo de fiscalização, monitoramento e uso restrito, estender o uso da Armando Ribeiro até fevereiro de 2017”, informa, acrescentando que o monitoramento da barragem é realizado pela Igarn em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA).  “As simulações feitas pelo monitoramento já dão conta de que  está em situação crítica, abaixo do volume que precisaria ter”, alerta.
Estado de emergência continua
O decreto do Governo do Estado, que estabelece situação de emergência em 153 dos 167 municípios potiguares por causa da seca, completa um ano na próxima segunda-feira (28). As chuvas que foram observadas nesse período não foram suficientes para abastecer a maioria dos reservatórios e as cidades continuam sofrendo com a escassez de água nas torneiras.

O cenário mais preocupante encontra-se no interior, sobretudo nas regiões do Seridó e do Oeste potiguar. Por lá, a população de Acari, Currais Novos, Martins e outros 18 municípios ainda dependem de caminhões pipa ou poços artesanais para ter acesso à água. Além disso, muitas famílias ainda se veem obrigadas a comprarem garrafões de água mineral, que são utilizados, inclusive, para necessidades básicas do lar, como lavar roupa ou louça.

Situações como essa forçaram o Governo do Estado a renovar o decreto, que inicialmente era válido por apenas 180 dias, por mais seis meses. Segundo informou o secretário Mairton França, a renovação aconteceu na últi-ma segunda-feira (21). 

“Se mantiveram os 153 municípios que já estavam no [decreto] anterior e ele vai valer por mais seis meses. Vamos procurar, a partir disso, fazer compras de maneira mais ágil para atender a situação de emergência que, ao que tudo indica, se aprofundará neste ano de 2016”, declara.

Desse total, 21 cidades estão em colapso total de abastecimento. Há a previsão de que esse número seja ampliado ainda nesse primeiro semestre, caso o atual quadro não se modifique. 
“Hoje nós temos 21 municípios em colapso, contando que 20 possuem contrato de concessão com a Caern e um deles não, que é Alexandria, que tem um sistema autônomo do Saae. A previsão é que, em julho, outros 27 também entrem em colapso, chegando a 48 municípios, caso não haja recarga”, informa Mairton França.

Outros 74 municípios estão regime de rodízio imposto pela Caern. Eles contam com o abastecimento limitado e que é interrompido por completo em determinado dias da semana. Para o titular da SEMARH, somente novas chuvas poderiam aliviar a situação neste momento crítico.

“Estamos aguardando as chuvas deste ano. A previsão é que sejam abaixo da média, mas vamos esperar que elas deem alguma recarga para os reservatórios que são utilizados por esses municípios”, espera o secretário. A seca enfrentada pelo RN já é a pior dos últimos 100 anos.

Transposição do Rio São Francisco pode amenizar crise hídrica

Com o Rio Grande do Norte enfrentando a pior seca do último século, de acordo com diversos especialistas em clima, o Governo do Estado aposta na conclusão das obras de transposição do Rio São Francisco para amenizar os sintomas da estiagem prolongada. 

De acordo com Mairton França, titular da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), as águas do “Velho Chico” devem chegar primeiro pela região Seridó, uma das mais afetadas com a falta de abastecimento
“A gente tem hoje uma obra importante, com 93% concluída, que é a transposição do Rio São Francisco. Isso vai trazer água do São Francisco para o RN através da perenização do Rio Piranhas. Essa água vai para a Armando Ribeiro Gonçalves e deve, logo de cara, beneficiar aquela região de Jardim de Piranhas, São Fernando, Timbaúba e Caicó”, esclarece o secretário.

Segundo informa, a prioridade é levar água até a cidade de Caicó, uma das mais populosas do Estado e que está em colapso total desde o ano passado. “A nossa maior preocupação hoje é exatamente a população de Caicó, que são 62 mil pessoas e que não dá para atender essa quantidade com carros pipa. Isso é tecnicamente impossível”, pontua.

“A gente fica nessa expectativa. Para você ter uma ideia, o fluxo de água do Rio São Francisco será capaz de encher a barragem Armando Ribeiro Gonçalves quase duas vezes por ano. Então teremos essa condição a mais de oferta de água, a partir da transposição concluída e a previsão é que isso aconteça em dezembro”, acrescenta o titular da Semarh. FONTE: AGORA RN

GUAMARÉ: É NESTA SEXTA FEIRA DIA 25 DE MARÇO GRANDE INAUGURAÇÃO DO “ SANBURG´S ” A MAIS NOVA LANCHONETE E RESTAURANTE DA CIDADE, RUA MONSENHOR JOSE TIBÚRCIO EM FRETE AO BOTICÁRIO.

LAVA JATO: POLÍTICOS DO RN DO 'LISTÃO' DA ODEBRECHT EXPLICAM REPASSES

Pelo menos quatro potiguares aparecem na lista com cerca de 200 nomes de políticos beneficiados por pagamentos feitos pela empreiteira Odebrecht: o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), os senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Alves (PMDB); e o deputado federal Rogério Marinho (PSDB).  Na planilha apreendida pela Polícia Federal, Henrique Alves é tratado como “parceiro histórico” da empreiteira e aparece duas vezes como beneficiário, tendo recebido R$ 1 milhão em cada uma das oportunidades.
José Agripino, presidente do DEM, aparece ao lado do senador Garibaldi Alves Filho como tendo recebido R$ 100 mil. Já para Rogério Marinho aparecem pagamentos de R$ 150 mil em 2012 e R$ 350 mil em 2014. 
Até o fechamento desta edição, apenas o ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves e o deputado federal Rogério Marinho haviam se manifestado sobre a citação de seus nomes da lista de pagamentos da Odebrecht. 
Henrique Alves disse, em nota enviada por sua assessoria de imprensa, que todos os valores constam na prestação de contas apresentada à Justiça.  “Sobre a citação do ministro na lista de doações da Odebrecht, cabe esclarecer que todos os valores recebidos pelo então candidato Henrique Eduardo Alves e ao PMDB-RN foram regulares e constam na prestação de contas apresentadas à Justiça Eleitoral”, diz o texto.
Em tom parecido, Rogério Marinho afirma que todos os repasses vindos da empresa foram feitos ao diretório nacional do partido, não a ele. 

“Nunca solicitei doações de campanha à empresa Odebrecht ou a qualquer um de seus diretores, sequer os conheço. Os recursos citados são oriundos do Diretório Nacional do PSDB. As doações eleitorais que recebi foram todas identificadas mediante recibo eleitoral e estão devidamente registradas e aprovadas pela justiça”.
Outros políticos do cenário também se manifestaram. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), confirmou que pediu doações da empreiteira Odebrecht para seu partido, mas negou que tenha recebido recursos em sua própria campanha. “Só recebo doação de caixa 1”.

Cunha disse que não viu a divulgação da planilha da empresa. “Não vi que planilha é, mas várias empresas fizeram doações que foram pedidas, certamente para a minha campanha não foi. Se eu pedi foi para o PMDB e alocada em outras campanhas, como já falei outras vezes ”, disse. 
“A Odebrecht doou para o PMDB em alguns momentos a meu pedido, para a campanha do Henrique (Alves), enfim, para o PMDB e o partido distribuiu, não diretamente para a minha campanha, se eu bem recordo”, completou.

Superplanilha da Odebrecht revela quem recebeu dinheiro

A Lava Jato encontrou na residência do presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa Silva Junior, no Rio de Janeiro, a maior relação de políticos e partidos associada a pagamentos de uma empreiteira até agora. As buscas fazem parte da 23ª fase da Lava Jato, a Acarajé, que teve como alvo o casal de marqueteiros João Santana e Monica Moura que atuaram nas campanhas de Lula (2006) e Dilma Rousseff (2010 e 2014) e também o executivo da Odebrecht, apontado pelos investigadores como o canal de Marcelo Odebrecht para tratar de doações eleitorais e repasses ilícitos a políticos.
A devassa da Polícia Federal na residência de um dos executivos-chave do esquema de propinas na empreiteira rendeu um total de sete arquivos onde aparecem inúmeras planilhas e tabelas, algumas separadas por Estados e regiões do Brasil e outras por partidos, com nomes dos principais políticos do País. 

Também há inúmeras anotações manuscritas fazendo referência a repasses para políticos e partidos, acertos com outras empresas referentes a obras e até documentos sobre “campeonatos esportivos”, que lembram documentos semelhantes já encontrados na Lava Jato e revelaram a atuação de cartel das empreiteiras em obras na Petrobras. Em meio aos avanços da Lava Jato, os executivos da empreiteira anunciaram nesta terça-feira, 22, que vão fazer uma “colaboração definitiva” com as investigações.Nos documentos, contudo, não há nenhum indicativos que os pagamentos sejam irregulares ou fruto de caixa 2 e tampouco a Polícia Federal teve tempo para analisar a vasta documentação. FONTE: NOVO JORNAL

quarta-feira, 23 de março de 2016

CHEGAM AO PAÍS 500 MIL DOSES DE VACINA CONTRA A DENGUE

O primeiro lote da vacina contra a dengue desenvolvida pela francesa Sanofi Pasteur já está no Brasil. Foram desembarcadas no Aeroporto Internacional de Guarulhos, nesta terça-feira, 22, 500 mil doses que serão destinadas ao mercado privado, especialmente clínicas.

O imunizante só deverá ser usado a partir de junho, prazo previsto para que a Câmara de Regulação de Medicamentos, órgão interministerial que avaliza os preços de remédios novos, determine o preço de venda do produto.
A Sanofi Pasteur informou que o processo de importação teve início a partir da aprovação da vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em dezembro de 2015. A fábrica de vacinas fica na região de Lyon, na França, e tem capacidade para produzir 100 milhões de doses por ano.
Além do Brasil, a vacina está aprovada no México, El Salvador, Filipinas e Paraguai. A eficácia é de aproximadamente 66% contra os quatro sorotipos de vírus da dengue na população acima de nove anos, mas é necessária a aplicação de três doses em intervalos de seis meses. FONTE: AGORA RN

RN PERDE 7.581 VAGAS DE EMPREGO NOS DOIS PRIMEIROS MESES DE 2016

O Rio Grande do Norte teve queda de 7.581 vagas de emprego nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os setores que mais contribuíram para o índice negativo foram os da indústria de transformação, com 1.578 postos fechados, e agropecuária, com outras 1.298 vagas.

Os 7.581 postos significam um declínio de 1,71% vagas em relação ao mesmo período do ano passado.
Dos municípios potiguares com mais de 30 mil habitantes, Mossoró foi o que teve a maior queda de oferta de empregos, com 1.122 postos fechados. Em seguida vêm: Natal (- 446 vagas), Canguaretama (- 337), e São Gonçalo do Amarante (- 270).

De todos os setores econômicos pesquisados (extrativa mineral, indústria de transformação, serviços industriais de utilidade pública, construção civil, comércio, serviços, administração pública e agropecuária), o único que não registrou queda no número de vagas foi administração pública. Mesmo assim, esse setor não registrou nenhum novo posto de trabalho. FONTE: G1 DO RN

DILMA DEVE IR ÀS RUAS PARA FAZER CAMPANHA EM DEFESA DE SEU MANDATO

Em meio a instabilidade política que o país enfrenta, a presidente Dilma Rousseff poderá sair do Palácio do Planalto e liderar uma campanha em defesa da legalidade de seu mandato.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, as pesquisas indicam que a presidente deve ir às ruas para mostrar que o governo tem feito inaugurações, entrega de obras e também fazer o embate político.

Segundo a publicação, as intervenções públicas protagonizadas por Dilma são avaliadas como positivas pela população. FONTE: AGORA RN

TEORI ZAVASCKI MANDA SERGIO MORO TRANSFERIR PROCESSO DE LULA AO STF


O ministro do supremo tribunal federal (stf) teori zavascki determinou que o juiz sergio moro transfira todas as investigações envolvendo o ex-presidente luiz inácio lula da silva na operação lava jato para o tribunal.

o ministro acolheu uma reclamação feita pela advocacia geral da união (agu) que questionou as decisões de moro, apontando que era competência do supremo divulgar gravações envolvendo a presidente da república.
assim, zavascki também colocou em sigilo as gravações interceptadas pela lava jato que envolviam lula e atingiram dilma rousseff.
na prática, a medida inviabiliza parte da decisão de gilmar mendes da última sexta-feira, que manteve as ações contra lula sob a guarda de moro. FONTE: AGORA RN 

IMPEACHMENT NÃO RESOLVERÁ CRISE POLÍTICA, DIZEM ESPECIALISTAS

Em tramitação no Congresso, o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, independentemente do resultado, não resolverá a crise política vivida pelo país, avaliam cientistas políticos ouvidos pela Agência Brasil. Para os especialistas, a polarização da política e a descrença da população nos partidos políticos permanecerão após o desfecho do julgamento do impedimento da presidenta.
Para o cientista político e professor titular do curso de ciência política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Carlos Ranulfo, o impeachment não representa risco à democracia, mas ele considera a constitucionalidade do procedimento discutível. “Estamos discutindo o afastamento de um presidente sem base jurídica para tanto. É diferente o  afastamento político do afastamento por crime de responsabilidade. Mas não há crime de responsabilidade que possa ser imputado a Dilma. É uma violência à Constituição”, disse Ranulfo.
O cientista político, antropólogo e sociólogo da Universidade de Brasília (UnB) Antônio Flávio Testa considera que o momento político brasileiro fortalecerá a democracia e as instituições. Para Testa, o pedido de impedimento de Dilma tem fundamentação legal e “ótima fundamentação”. “Não vejo problemas [quanto à fundamentação do pedido]. As pedaladas fiscais foram julgadas pelo TCU [Tribunal de Contas da União] e configuram crime de responsabilidade”, afirmou, referindo-se ao mecanismo usado pelo governo, no ano passado, de repassar dinheiro de benefícios sociais à Caixa Econômica depois que o banco já havia feito o pagamento aos beneficiários.
De acordo com o cientista político e professor do curso de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Maurício Santoro, no entanto, diferentemente do processo que resultou no impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, que, segundo ele, unificou o país e fortaleceu a democracia, no caso da presidenta Dilma Rousseff o resultado deve provocar ainda mais tensionamento.    “O processo contra o Collor fortaleceu a democracia. Tínhamos uma visão de que aqueleimpeachment era necessário. [Hoje] embora pesquisas demonstrem grande apoio aoimpeachment, a base legal do pedido é bastante controversa. Não há, como houve no Collor, uma prova de que ela tenha recebido ou sido beneficiada pela corrupção”, comparou Santoro.
Para ele, o clima de divisão política pode resultar, no Brasil, em um desfecho semelhante ao ocorrido na Itália, com a eleição de Silvio Berlusconi, após a Operação Mãos Limpas. “O momento de hoje [no Brasil] tem semelhanças com o que aconteceu na Itália após a Operação Mãos Limpas. Assim como a Mãos Limpas, que resultou na condenação de vários políticos, o resultado não foi uma democracia mais sólida, mas a ascensão de Berlusconi, que representou a expressão: se você não acredita na política, vote em mim. Mesmo dento da democracia, a aversão ao sistema pode gerar coisas muito estranhas”, afirmou.
Na visão da cientista política da Universidade Federal de São Carlos (UFScar) Maria do Socorro Sousa Braga, a não observância dos preceitos constitucionais na análise do impeachment pode agravar ainda mais as disputas políticas nas ruas.
“A democracia vai seguir, independentemente do resultado. No entanto, se não forem observadas as questões legais e se outras lideranças não forem punidas, por exemplo, com certeza podemos ter uma guerra civil. Nossas autoridades têm que ser responsáveis”, disse Maria do Socorro Sousa Braga à Agência Brasil.
Manifestações
Apesar de ressaltar o caráter democrático das manifestações, o cientista político Carlos Ranulfo ressaltou que o Congresso e, principalmente, o Judiciário não devem se deixar pautar pelo clamor popular. “Nenhuma democracia funciona com base na voz das ruas. Ela não te diz para onde ir, nem fundamenta a democracia. Cito o exemplo da Venezuela do [Hugo] Chávez. A voz das ruas é volátil. Ora vai para um lado, ora vai para outro. É um protesto, não fundamenta nada. Por isso que a Justiça não pode se pautar pela voz das ruas. A voz das ruas não faz as leis”, frisou o professor da UFMG.
De acordo com Maurício Santoro, nos últimos anos a pesquisa Latinobarómetro, feita por uma organização não governamental chilena que estuda a opinião pública em 18 países da América Latina, tem registrado uma oscilação do percentual de brasileiros que consideram a democracia o melhor sistema. Reflexo, conforme o professor da Uerj, da descrença de parte da população nos partidos.
Para ele, isso reforça ainda mais o papel do Judiciário neste cenário de crise. “Estamos vendo nos protestos um número expressivo de pessoas com faixas, cartazes expressando sentimento de crítica à democracia e de nostalgia à ditadura. O Poder Judiciário não é eleito por uma razão importante: a gente precisa de autoridades que não respondam aos anseios das ruas - para proteger os direitos das minorias. A democracia é o respeito à vontade das maiorias, mas sem desrespeitar o direito das minorias”, observou Santoro.
Na avaliação da professora Maria do Socorro Sousa Braga, a ida da população às ruas é importante e reforça a percepção sobre os deveres políticos. “É uma forma de mostrar sua insatisfação. E é ainda mais importantes porque as manifestações têm ocorrido sem violência, de forma pacífica e politizada. Sinal de democracia madura, seja de um lado ou de outro”, acrescentou a cientista política da UFSCar. FONTE: NOVO JORNAL

segunda-feira, 21 de março de 2016

APÓS GRAMPOS VAZADOS, GOVERNO QUER NOVO NOME PARA COMANDO DA PF

O governo quer mudanças no alto escalão da Polícia Federal, mais especificamente, na diretoria. Essa é a missão do novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, que busca nas próximas semanas um nome para substituir o atual diretor, Leandro Daiello, no cargo desde 2011.
De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o ministro vai indicar o substituto, mas cabe à presidente nomear de fato o comandante da PF. A PF perdeu de vez a confiança do Planalto depois do episódio do grampo telefônico e sua divulgação para a Rede Globo, com autorização do juiz Sergio Moro, do Paraná, entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff.
O prazo estabelecido pelo governo é de até 30 dias para a divulgação do novo nome. Pela legislação aprovada em 2014, o diretor-geral da PF deve ser do quadro de delegados da instituição no mais alto nível da carreira, chamado de “classe especial”.
FONTE: AGORA RN

domingo, 20 de março de 2016

MULHER MORRE APÓS SER ATROPELADA POR TREM EM NATAL

A jovem Francisca Samara Rodrigues, de 25 anos, da Cidade de Caraúbas, foi atropelada pelo trem que faz o percurso Natal/Ceará-Mirim, próximo à ponte de Igapó, no início da tarde deste sábado, 19.

Samara não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local do acidente. FONTE: 190RN