quarta-feira, 19 de outubro de 2016

FECHAMENTO DA CEASA PREJUDICA PRODUTORES RURAIS, CRITICA FAERN

Por: Reprodução
A Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (FAERN), em nota assinada pelo seu presidente, José Vieira, lamentou a decisão proferida pela 19ª Vara Cível da Comarca de Natal que, em atendimento ao pedido de cumprimento de sentença impetrado pelo Ministério Público Estadual, nos autos de uma Ação Civil Pública, determinou o fechamento da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte S/A – CEASA.
A FAERN lembra que circulam pela Ceasa 30 mil pessoas mensalmente, movimentando ao redor de R$ 60 milhões e mantendo o atuais 4 mil empregos.
“O seu fechamento representa, na verdade, mais um duro golpe aos cerca de 100 mil produtores rurais do Estado, que além do longo período de estiagem, que acarretou a queda de volume dos nossos principais reservatórios, vem enfrentando outra série de problemas para produzir e escoar sua produção, tais como a falta de crédito, o alto custo da mão de obra e a crise econômica.”
Finaliza o documento:
“Esse fato não compromete tão somente o comércio realizado na CEASA, mas prejudica toda a cadeia produtiva rural, desde a sua produção até o seu escoamento final. Não cabe à FAERN adentrar no mérito da decisão judicial proferida. Todavia, cabe a esta Entidade Representativa de Classe cobrar a resolução mais breve possível ao presente caso, amenizando assim os efeitos da penalização que tal medida trará à classe produtora rural do Rio Grande do Norte.”

Nenhum comentário: