quinta-feira, 14 de abril de 2016

INSS PODERÁ ENTRAR EM GREVE NOS PRÓXIMO DIAS E PREJUDICAR ATENDIMENTOS NO RN

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e demais entidades governamentais como Previdência Social, Ministério da Saúde, Ministério do Trabalho, Associação Nacional de Vigilância Sanitária (ANSIVA) e outros órgão federais poderão realizar uma paralisação nacional nos próximos dias.
A informação foi confirmada na manhã de hoje (14) pelo diretor do Sindicado dos Trabalhadores Federais da Previdência, Saúde e Trabalho do Estado do RN (Sindprevs), Djalter Rodrigues e informou que a paralisação de hoje (14), em frente a Previdência Social da Rua Apodi, centro da cidade, é apenas um indicativo de greve.
De acordo com ele, o indicativo é uma forma de protestar contra o Projeto de Lei (PL) 257/2016 que é foi proposto a partir de um acordo estabelecido entre o Governo Federal, municipal e estadual com o intuito de realizar o congelamento no salário dos servidores e fazer alguns ajustes que podem prejudicar os servidores.
“Essa lei, além de congelar os salários dos servidores das três categorias (municipal, estadual ou federal) corta salários, os direitos sociais, também exige a privatização em alguns casos, como também, prevê uma reforma na previdência dos Estados. Por isso não podemos ficar calados diante dessa situação”, disse.
O diretor ainda frisou que essa lei, derruba o PL/ 4250, fruto da última greve de 90 dias da categorias que exigia alguns direitos de melhorias salarias para os servidores. Mas, na tentativa de não entrar em uma greve haverá uma um fórum em Brasília com as centrais sindicais para tentar resolver a situação.
“Haverá um fórum em Brasília com as centrais sindicais para resolvermos a situação. A paralisação de hoje é apenas um indicativo e uma forma de informar a população sobre o problema. Porém, ainda não é uma greve, é apenas um indicativo. Queremos respeito ao PL/4250. Caso, não tenha acordo, poderá ter uma greve de todas as categorias”, finalizou. FONTE: AGORA RN

Nenhum comentário: