terça-feira, 29 de dezembro de 2015

ROBINSON DESCARTA VENDA DA CAERN MAS CONSIDERA NECESSÁRIA 'DIMINUIÇÃO DO ESTADO'

O governador Robinson Faria (PSD) afastou a possibilidade de venda da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte, uma iniciativa ventilada pelo presidente do Tribunal de Justiça do RN, o desembargador Cláudio Santos. Na visão do magistrado, a venda da empresa serviria para repor os recursos que foram sacados da Previdência Estadual.
"O Fundo será ressarcido paulatinamente com o equilíbrio fiscal do Estado, que nós estamos trabalhando agora. A Caern é hoje uma empresa que está fortalecida. Pela Caern, estamos saneando Natal inteira. A primeira cidade a ser 100% saneada no Brasil será Natal. Então porque pensar a Caern como um órgão que não está sendo positivo para o Estado, para o Governo?", questionou o governador Robinson Faria.

Mesmo descartando a venda da Caern, o governador declarou que é preciso diminuir os ativos do Estado e que já há estudos sendo feitos sobre o assunto. "Vejo a Caern como um dos exemplos de viabilidade do Governo e eu não vou pensar diferente disso. Existem ativos, é verdade, e nós já estamos levantando essas informações. Temos que ter precaução, porque é preciso muito cuidado quando o governador declara uma diminuição do Estado. Vamos ter cautela e planejamento para isso, tomando decisões acertadas, pensadas e repensadas. Temos que diminuir os ativos do Estado, para investir em obras, em saúde. Investir no crescimento da economia", destacou Robinson. FONTE: AGORA RN

Nenhum comentário: