sexta-feira, 6 de novembro de 2015

POR UNANIMIDADE, SINSENAT E SETE SINDICATOS DEFLAGRAM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Aconteceu, nesta quinta-feira (5), na Praça Tamandaré, na Cidade Alta, a Assembleia Unificada, convocada pelo Sinsenat, com a participação de mais seis sindicatos: dos Enfermeiros, Odontólogos, Farmacêuticos, Guardas, Agentes de Saúde, além do SindSaúde. Por decisão unânime, foi deflagrada a greve por tempo indeterminado.

Os servidores caminharam até a sede da Prefeitura, onde, após a intervenção de três vereadores presentes, Amanda Gurgel, Julio Protasio e Ubaldo Fernandes, uma comissão de sindicalistas foi recebida no Gabinete Civil. Lá, o poder executivo prometeu, mais uma vez, a montagem da Mesa de Negociação. Os representantes sindicais decidiram aguardar com a manutenção da paralisação.
Data-Base e Quebra da Isonomia
O carro chefe das mobilizações do Sinsenat iniciou com o descumprimento da Lei da Data-Base, que garante a reposição das perdas inflacionárias a cada mês de março. Em 2015, o Sindicato já entrou em greve em dois momentos, mas a gestão permanece sem retorno aos servidores.

A luta foi unificada quando o prefeito Carlos Eduardo anunciou a criação de uma carreira isolada para os médicos, quebrando compromissos anteriores, firmados com as categorias, e a isonomia salarial da Saúde, garantida por Lei. Atualmente, as duas bandeiras são defendidas pelos sete sindicatos.

Nenhum comentário: