quarta-feira, 30 de setembro de 2015

ÁGUA : ANA E IGARN APRESENTAM PROPOSTA PARA USO DA ÁGUA DA ARMANDO RIBEIRO GONÇALVES.

Com o propósito de garantir a oferta de água para consumo humano, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN) apresentarão proposta de resolução conjunta, estabelecendo regras de restrição e controle da distribuição de água do rio Piranhas/Açu, no trecho posterior à barragem Armando Ribeiro Gonçalves. A apresentação será realizada nesta quarta-feira (30), às 9h, no auditório da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), em Assú. O evento é aberto para todos os usuários do sistema, dentre eles a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), a Termoaçu, o empreendimento de irrigação Del Monte Fresh Produce Brasil Ltda., e os integrantes do Distrito de Irrigação do Baixo-Açu (DIBA).
Na proposta, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte vai adequar as captações de água para abastecimento público localizadas no açude Armando Ribeiro Gonçalves e no rio Açu, para permitir a operação em níveis d’água inferiores aos existentes atualmente. Os municípios de Jucurutu, São Rafael, Itajá, Ipanguaçu, Assú e Afonso Bezerra terão operação semanal permitida durante 12h, das 18h da segunda, quarta e sábado, até 6h de terça, quinta, sábado e domingo; em Carnaubais, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau e Porto do Mangue, os sistemas podem ser  operados durante 12h, das 18h de domingo, terça e sexta feira, até às 6h da segunda, quarta e sábado.
A ANA já havia anunciado que poderia haver uma possível redução na vazão de água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves de 5 m³/s para 4,5 m³/s. O diretor-geral do Igarn, Josivan Cardoso Moreno afirmou recentemente que “vai ser preciso reduzir, caso se configurem as previsões climáticas para o restante deste ano”. Josivan explica que em uma audiência pública realizada no início do mês passado em Assú, representantes da ANA, apresentaram simulações para o gerenciamento da água da Armando Ribeiro.

Armando Ribeiro está com apenas 24,75% da capacidade
A ideia é que se possa manter a água da Barragem Armando Ribeiro até o ano de 2017.
Atualmente, a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro, que tem capacidade para 2.400.000.000 25 m³/s, está com 594.062.00025 m³/s, o que representa apenas 24,75 %da capacidade total. A última medição foi feita no último dia 26. As comportas da barragem têm sua capacidade normal de 25 m³/s.
A barragem abastece o canal de Pataxó, no Vale do Açu, que leva água para região Central, além do Rio Piranhas. E tem captação de água próximo à ponte que abastece Mossoró, Serra do Mel e Assú.
As águas da Armando Ribeiro também são usadas na área de irrigação do eixo norte entre Macau e Itajá, principalmente na área de produção de banana, no Baixo-Açu, que tem cerca de 3 mil hectares. Desde 1998, a Armando Ribeiro não tem as comportas totalmente cheias. As últimas aconteceram em 1985 e 1994.
A esperança, por enquanto, é a transposição do Rio São Francisco pelo ramal do rio Piranhas, na Paraíba, até a barragem Armando Ribeiro Gonçalves. O Governo Federal deverá construir um canal de 6,5 quilômetros de extensão, entre o reservatório Caiçaras até o engenheiro Ávidos, ambos na Paraíba. A água entrará em território potiguar através pelo rio Piranhas-Assu e seguirá o curso natural do afluente.
FONTE: DE FATO. FOTO URAKEN SILVA

Nenhum comentário: