quarta-feira, 5 de agosto de 2015

LAUDO DA PF: ASSESSOR DE HENRIQUE RECEBEU R$ 767.500,00 DE LOBISTA DA LAVA JATO

Do Visor Político
O lobista e delator da Lava Jato Júlio Camargo teria repassado R$ 767.500,00 para o assessor do ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), José Geraldo Fonseca.  A informação consta da quebra de sigilo bancário da empresa Piemonte, uma das duas utilizadas por Camargo para repassar propinas no esquema de corrupção na Petrobras, revelado pela Lava Jato.
O documento mostra que o delator, o mesmo que disse à Justiça ter sido pressionado pelo presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a pagar propina no valor de US$ 5 milhões, também teria repassado dinheiro para o então assessor do atual ministro do Turismo.
Laudo pericial da Polícia Federal, de nº 1342/2015, apresenta, entre os destinatários de propina dos desvios de recursos da Petrobras, José Geraldo Fonseca, apadrinhado político do ex-presidente da Câmara dos Deputados.

Laudo pericial da PF acima: nome de José Geraldo Fonseca aparece entre os que teriam recebido propina da empresa Piemonte, do lobista e delator da Lava Jato, Júlio Camargo
O nome de José Geraldo consta do laudo (no centro do documento) da PF numa lista com outros nomes que, segundo a PF, receberam propina advindas de contratos com a Petrobras. Ele teria recebido a quantia de R$ R$ 767.500,00.
Na época que Henrique presidiu a Câmara (2013-2014), José Geraldo chegou a ser lotado no Gabinete da Presidência, no cargo de Assessor Técnico de Gabinete, com contracheque de R$ 11,1 mil. (conforme também pode ser conferido abaixo).

Henrique chegou a ser citado como suposto beneficiário de propina durante o período eleitoral do ano passado, mas terminou ficando fora da lista de denunciados do procurador-geral da República Rodrigo Janot.
Entre os denunciados pelo Ministério Público Federal, e que estão sendo investigados, estão o sucessor de Henrique na Presidência da Casa, Eduardo Cunha, e o atual presidente do Senado, Renan Calheiros.  FONTE: JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: