sexta-feira, 14 de agosto de 2015

IDOSA SOFRE INFARTO E MORRE NO CHÃO DE HOSPITAL SUPERLOTADO NO RN

Sem camas ou macas disponíveis, uma idosa de 74 anos morreu na noite desta quarta-feira (12) após ter sido atendida no chão do Hospita Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde) de Mossoró, que alerta para a superlotação da unidade hospitalar. A direção do hospital confirmou que Maria Iris Soares passou por procedimentos de reanimação no chão, mas segundo o Tarcísio Maia, a paciente já teria chegado sem vida no local.

Na versão do sindicato, a idosa foi levado ao hospital por uma vizinha com um quadro de infarto. A paciente foi atendida em uma cadeira de rodas e em seguida precisou ser colocada no chão para passar pelos procedimentos por se tratar de uma superfície rígida, mais apropriada  para a realização da reanimação. "Os procedimentos foram corretos. O que questionamos é a questão estrutural", afirma João Morais Pereira, diretor regional do Sindsaúde Mossoró. O diretor do Sindsaúde questiona o hospital sobre a informação de que a idosa chegou morta no hospital. "Se tivesse chegado morta não tinha necessidade do médico fazer reanimação", afirma João Morais.

Uma reportagem da Inter TV Cabugi, mostrou as dificuldades de atendimento no Hospital Tarcísio Maia. Um paciente chegou a fazer uma transfusão de sangue no chão da unidade há uma semana. Outros foram atendidos nos corredores do hospital. Os pacientes relatam que o número de funcionários é insuficiente para atender a demanda.
O diretor do hospital, Jarbas Mariano, admitiu as más condições do hospital, mas informou que não há prazo para resolução dos problemas estruturais. Todos os meus leitos de enfermaria estão ocupados. Todos os meus leitos de repouso feminino e masculino estão ocupados. E se chega um paciente com urgência e emergência, só tem um local para colocar, que é o corredor", disse.
FONTE: G1 DO RN

Nenhum comentário: