terça-feira, 11 de agosto de 2015

“GOVERNO QUER AVANÇAR E MELHORAR O PAÍS”, DECLARA FÁTIMA BEZERRA‏

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) ressaltou, em Plenário, nesta segunda-feira (10),  as ações que a Presidenta Dilma Rousseff vem tomando, nos últimos dias,  para manter o diálogo com a sociedade civil, fortalecer a democracia e aprimorar a relação com o Parlamento. Ela citou as inúmeras reuniões com os líderes partidários, com a base aliada no Congresso Nacional, com governadores dos Estados, na semana passada, e a reunião, marcadas para esta segunda-feira com os senadores. “É mais uma sinalização de que este governo quer avançar, quer melhorar o país, e para isso busca e conta com o apoio de sua base e da sociedade”, destacou Fátima.
“Essas atitudes de diálogo por parte do Governo são, a meu ver, uma resposta em altíssimo nível aos ataques sem fundamento que setores golpistas vêm empreendendo, como a defesa do impeachment e da renúncia. (…) Este é o caminho que precisamos seguir, o caminho do diálogo e com debates programáticos sobre o Brasil que queremos”, completou.
No discurso, a senadora também convidou a população para acompanhar a Marcha das Margaridas, que acontecerá na próxima quarta-feira (12) pela manhã, em Brasília. Fátima destacou ainda a realização de uma mobilização contra a mudança no sistema de partilha dos royalties do pré-sal, prevista no PLS 131/2015, que retirará recursos da Educação. A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras, em conjunto com entidades sindicais representativas tanto da área de educação, como a CNTE, UNE e CUT, como dos funcionários da Petrobras, a Federação Única dos Petroleiros, realizará uma manifestação contra o projeto.
O encontro, que conta com apoio de vários partidos, da Central Única dos Trabalhadores, e de outras centrais, confederações e movimentos sociais, da União Nacional dos Estudantes, da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, em defesa da democracia, da educação e da Petrobras, será amanhã (11), no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, a partir das 14h.  FONTE: JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: