quarta-feira, 19 de agosto de 2015

BAIXA UMIDADE DO AR E USO DO COMPUTADOR PODEM PROVOCAR SÍNDROME DO OLHO SECO

Ardor ocular, coceira e olhos vermelhos e com sensação de areia são alguns dos sintomas da Síndrome do Olho Seco, que consiste na deficiência do filme lacrimal ou lágrima. A doença é mais comum quando há pouca umidade no ar e atinge de 15% a 20% dos pacientes que procuram o consultório oftalmológico.

Segundo o Dr. Alexandre K. Misawa, oftalmologista do Hospital San Paolo, centro hospitalar localizado na zona norte de São Paulo, existem dois casos para a decorrência do problema: a diminuição da produção ou a evaporação da lágrima.
Entre esses dois fatores, um deles pode ser evitado com mudanças de hábitos do próprio paciente. “É possível diminuir a evaporação da lágrima, que geralmente está associada ao uso do computador, tablets, eletrônicos em geral e leitura prolongada”, afirma o médico.

Quando essa é a causa, o especialista afirma que o tratamento consiste em realizar pausas regulares durante o uso do computador, diminuir o brilho do monitor, ingerir muito líquido e deixar os olhos fechados em intervalos regulares e, em alguns casos, utilizar lubrificantes artificiais.
Nos casos em que a síndrome ocorre por diminuição da produção da lágrima, o importante é investigar as causas e tratar a doença de base. “Nessa situação, podem ser usadas lágrimas artificiais no início e, em quadros mais avançados, é indicado o uso de pomadas que possuem poder de lubrificação maior. Em alguns casos, é necessário até cirurgias para preservar parte da lágrima do olho.” FONTE: JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: