quarta-feira, 10 de junho de 2015

SAÚDE: PESQUISA DESCOBRE QUE LEITE MATERNO PROTEGE BEBÊS CONTRA A LEUCEMIA

Conhecido por ser rico em vitaminas e evitar alergias nos bebês, o leite materno teve mais um benefício descoberto: previne o surgimento de leucemia infantil. Segundo estudo israelense, crianças amamentadas durante os seis primeiros meses de vida têm risco 19% menor de desenvolver a doença do que as que consumiram o alimento por período inferior, ou que ingeriram leite em pó.

Para chegar ao resultado, pesquisadores da Universidade de Haifa analisaram 18 estudos já publicados, que relacionavam a amamentação e a leucemia. Ao todo, o levantamento incluiu informações de 28 mil crianças e adolescentes, sendo que cerca de 10 mil desenvolveram o mal. Segundo os cientistas, este tipo de câncer é o mais comum nos pequenos, e a segunda causa de mortes em jovens de até 15 anos.
Hematologista do Grupo COI – Clínicas Oncológicas Integradas, Ricardo Bigni explica que o leite materno passa as proteínas da mãe ao bebê, fortificando o sistema imunológico do pequeno. “Ao aumentar a imunidade, o leite materno acaba evitando o surgimento de doenças nas crianças, o que pode incluir a leucemia”, destaca o especialista.
O estudo mostrou ainda que os bebês que foram amamentadas por menos de seis meses tinham um risco 11% menor de contrair leucemia infantil em relação a quem nunca havia tomado o líquido ou apenas ingerido leite em pó. De acordo com o pediatra Luis Eduardo Miranda, o produto em pó também é nutritivo, e pode ser dado pelas mães que são impossibilitadas de amamentar os filhos, caso tenham HIV, por exemplo.
“Mas é preciso lembrar sempre que o leite materno traz outros benefícios, até para a própria mãe, que se previne do câncer de mama. Para que o neném receba todos esses nutrientes, o ideal é amamentar de seis meses a um ano”, ressalta o coordenador da UTI Neonatal da Casa de Saúde São José.  Fonte: IG

Nenhum comentário: