domingo, 14 de junho de 2015

EM ENTREVISTA AO JÔ, DILMA FALA QUE BRASILEIROS “PEGAM PESADO” COM ELA

Em entrevista ao apresentador Jô Soares, gravada na tarde da sexta-feira (12), no Palácio da Alvorada, a presidenta Dilma Rousseff falou sobre Petrobras, alianças políticas, saúde e educação. A entrevista durou cerca de 70 minutos, na biblioteca da residência oficial da presidenta. Dilma demonstrou bom humor durante a entrevista, mesmo diante de “saias justas”, como quando perguntada sobre sua relação com os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Nesse momento, a presidenta respondeu com um sorriso.
Ela também disse que aprendeu a conviver com as críticas que recebe, mas se queixou da dose: “Tem horas que exageram um pouco. Pegam pesado. Eu tenho de aceitar que as pessoas não gostem do que eu faço. Tenho de aceitar. Eu não levo no pessoal. Agora, se você quer saber se eu fico triste? Fico, sim. Em algumas horas, eu fico bastante triste. Porque é aquele negócio: ninguém é de ferro.”. A presidente também falou sobre a situação que o Brasil vem passando. “Mesmo fazendo o ajuste, como o Brasil não passa por uma situação em que ele é estruturalmente doente – pelo contrário –, ele está momentaneamente com problemas e dificuldades. Por isso, é importante fazer logo o ajuste para a gente sair mais rápido da situação. Acontece que nós temos de simultaneamente ao ajuste fazer investimentos em infraestrutura e manter programas sociais para não voltar para trás”, disse Dilma. Sobre a inflação, ela se mostrou preocupada:”Fico preocupada porque acho que vamos ter de fazer um imenso esforço. Nós iremos fazer o possível e o impossível para o Brasil voltar a ter inflação bem estável, dentro da meta. Este processo que estamos vivendo tem um tempo, ele não vai durar”

No final da tarde, o perfil oficial de Dilma no Instagram publicou uma foto dela com o apresentador. Ao lado, uma frase da presidenta exaltando a produção do pré-sal no país. “A produção do pré-sal é uma realidade. Estamos batendo recorde de novo na produção”. A Rede Globo exibiu a entrevista no início da madrugada deste sábado (13).
No dia 18 de maio Dilma já havia recebido Jô Soares, naquela oportunidade no Palácio do Planalto. O compromisso de então não constou na agenda oficial, a exemplo da entrevista de hoje, quando a agenda da presidenta registrava apenas um encontro com o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva.   Fonte: iBahia

Nenhum comentário: