quarta-feira, 10 de junho de 2015

CONHEÇA A DOENÇA PROVOCADA PELA FOME QUE ESTÁ DEVASTANDO A ÁFRICA

Ela é vista em países subdesenvolvidos, especialmente nas áreas mais pobres da África, em algumas partes da Ásia e na América Latina. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 100.000 pessoas são afetadas por ano.

Algumas culturas não tratam a doença, já que ela é considerada um tabu. Isso resulta em uma barreira para a detecção da enfermidade e para o início do tratamento adequado. A causa ainda é desconhecida, embora suspeite-se que a desnutrição seja um fator determinante.
Cancrum oris, conhecida também como Noma, é uma inflamação gangrenosa aguda dos tecidos orais e faciais, e atinge mais frequentemente pacientes gravemente desnutridos. Primeiramente, ela surge como uma úlcera dolorosa na gengiva e evolui posteriormente para uma necrose do tecido bucal, chegando a atingir os dentes e os ossos. O tratamento é feito com doses altas de penicilina e acompanhamento médico constante.

Além da desnutrição, fatores como higiene oral inadequada, saneamento básico ineficiente, água impura, ocorrência recente de outra doença debilitadora, são geralmente encontrados nas pessoas que contraem Noma.
A doença possui uma alta taxa de mortalidade. Estima-se que 80% a 90% das pessoas afetadas não conseguem sobreviver. Porém, sua evolução pode ser freada com antibióticos e com a melhora da alimentação. Entretanto, os danos causados pela necrose e pelas úlceras são permanentes, sendo necessária cirurgia plástica para reparar o rosto do paciente.  Fonte: R7

Nenhum comentário: