quinta-feira, 7 de maio de 2015

CONFIRA 8 DICAS PARA FICAR SARADO SEM PASSAR HORAS NA ACADEMIA

Nem todo mundo está disposto a gastar horas diárias dentro de uma academia para ficar com o corpo em forma e a saúde em dia. Mas seja pelo lugar fechado, as filas para cada aparelho, ou simplesmente por falta de tempo, não gostar de ficar na academia não pode ser desculpa para deixar de lado o objetivo de ter um físico legal . Segundo especialistas, é possível ficar em forma sem se matar na musculação.  “Passar horas na academia não significa que seu treino seja completo e perfeito para um corpo sarado. Muito mais importante que o peso levantado e a intensidade dos exercícios é uma perfeita execução do movimento, uma carga apropriada e o respeito ao intervalo, de acordo com o seu objetivo”, revela a professora de Educação Física Damaris Dias, da rede de academias Smart Fit.
Exercícios que façam sua frequência cardíaca sair da zona de conforto, referencialmente combinados ou em forma de circuitos, podem ser feitos ao ar livre como uma alternativa à academia. A dica de Damaris é combinar, por exemplo, uma série de abdominais no solo, flexões de braço, polichinelos e agachamento. Desta maneira, você consegue treinar em alta intensidade e em um tempo reduzido. No entanto, ela lembra que para fortalecer algumas regiões, como as costas e o core (região que envolve o abdômen e o tronco), é recomendado o uso dos equipamentos disponíveis em academia. Ou seja, você não vai se livrar dela, mas tem como ficar o mínimo possível lá.
Em relação ao tempo e a quantidade de treinos, a professora afirma que, para definir o corpo, é preciso manter uma rotina diária de 45 minutos de atividades físicas – e ainda assim você pode demorar mais para ficar sarado do que o esperado. “De qualquer maneira, isso depende muito do princípio biológico de cada um. Procurar um auxílio profissional para iniciar um bom trabalho para definição é muito importante”, pontua.
ALIMENTAÇÃO TEM 70% DE INFLUÊNCIA 
Fazer exercícios físicos diariamente, porém, não é o suficiente para definir o corpo se você não prestar atenção em outros fatores que influenciam o seu desenvolvimento. De acordo com a nutricionista especializada em nutrição esportiva e obesidade, Érica Oliveira, da Confederação Brasileira de Boxe e do Hospital 9 de Julho, a alimentação, por exemplo, influencia em 70% do resultado final estético esperado por quem malha.  Ou seja, é claro que todas as pessoas devem cuidar para que a alimentação seja balanceada, mas se você quer ficar com o físico de lutador de UFC, é recomendável consultar um profissional especializado para criar uma dieta especial, que leve em consideração o seu biotipo, a intensidade do treino e seu objetivo. Mas, não se preocupe, a dieta não precisa ser super radical.
Veja 8 dicas para definir o corpo sem gastar muito tempo na academia:
1 – Na academia, vale mais qualidade do que quantidade. Para otimizar seu tempo lá dentro, foque em executar os movimentos dos exercícios de maneira perfeita e com a carga apropriada.
2 – Nos treinos fora da academia, aposte em exercícios que façam sua frequência cardíaca sair da zona de conforto. Uma série de de abdominais no solo, flexões de braço, polichinelos e agachamento pode ser uma boa pedida.
3 – Quando estiver na academia, procure fortalecer as regiões do corpo que são mais difíceis de se desenvolver se a ajuda de máquinas, como costas e core.
4 – Cria uma rotina diária mínima de 45 minutos de atividades físicas.
5 – Na dieta, coma frutas, vegetais e carnes magras.
6 – Evite frituras, alimentos gordurosos, doces, alimentos açucarados, farinha branca, bebidas alcoólicas e gaseificadas.
7 – Mantenha o corpo hidratado: beba bastante água.
8 – Durma bem: recentes estudos mostram que a quantidade e a qualidade do sono podem estar relacionadas ao desenvolvimento de demência e Alzheimer.

“Não existe exatamente alimento proibido e permitido. Existem alimentos que devem ser privilegiados na alimentação saudável e que compõem uma dieta focada em ter um visual sarado. Carboidratos integrais, gorduras vegetais e carnes magras são os principais ingredientes neste processo. Além, claro, de vegetais, frutas e muita água”, recomenda a nutricionista.  A nutricionista da rede de academias BioRitmo, Fúlvia Gomez Hazarabedian, lembra também da parte mais chata, porém necessária, que é evitar frituras, alimentos gordurosos, doces, alimentos açucarados, farinha branca, bebidas alcoólicas e gaseificadas.
“A consulta nutricional independe se a pessoa treina ou não, pois outros aspectos sobre a saúde, funcionamento do organismo, absorção, sintomas, etc., são avaliados e incorporados no plano alimentar. De qualquer forma, a alimentação voltada ao treino garante resultados maiores e mais rápidos”, conta Fúlvia.
Para Damaris, é importante também lembrar que além dos treinos e da alimentação, a pessoa precisa ser disciplinada e também reservar um tempo para descansar.
“Não falte no dia do treino, não faça intervalos muito longos, evite ficar conversando entre as séries, respeite o tempo correto para se descansar entre os treinos e dedique-se principalmente fora da academia”, aconselha a professora.
Fonte: IG

Nenhum comentário: