quarta-feira, 29 de abril de 2015

TREINADOR DE ACADEMIA É PRESO ACUSADO DE MATAR GAROTAS DE PROGRAMA

Um treinador de academias de Curitiba foi preso acusado de matar três garotas de programa nas últimas semanas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O professor de crossfit de duas academias da cidade, Alexandre Lopes de Pádua Arsênio, 31 anos, foi apresentado à imprensa na manhã desta terça-feira (28). Ele confessou que, após a relação sexual, dava um mata-leão – golpe no pescoço – das vítimas, mas alegou que a intenção era apenas o desmaio para que pudesse roubá-las.

Segundo ela, que tem 24 anos, a comunicação com o suspeito começou por meio do aplicativo WhatsApp. Ele teria a procurado e marcado o encontro. Segundo depoimento, após a relação sexual, ele teria sentado na cama ao lado dela e a beijado no rosto para, então, dar o golpe. A transexual desmaiou, acordou com uma toalha enrolada no pescoço e aguardou até estivesse sozinha para pedir ajuda.  Fonte: Terra

Nenhum comentário: