sexta-feira, 24 de abril de 2015

FABIO DANTAS: “GOVERNO ROBINSON DEU RESPOSTAS A TUDO QUE FOI DEMANDADO”

O vice-governador Fábio Dantas (PC do B) avalia que nesses pouco mais de cem dias de governo do Estado o governador Robinson Faria (PSD) deu respostas a tudo que foi demandado pelo Estado. Para ele, justamente por ter este perfil, a gestão está sendo aprovada pela população. “Governar é administrar problemas. Nenhum governador vai administrar um céu de brigadeiro. O governador tem tido adversidades, mas tem tido respostas cada vez que é demandado”, afirmou Fábio, ao O Jornal de Hoje.
Na avaliação do vice-governador, “o importante para o Estado não é a solução de todos os problemas, porque isso não existe. Ninguém vai conseguir solucionar todos os problemas. Ninguém constrói o mundo em sete dias. Mas, nesses 100 dias, o governo mostrou resposta a tudo que foi demandado. Então acho que o governo é isso: é enfrentar os problemas e as adversidades, mostrando que tem capacidade de trabalhar. O governo Robinson tem uma aceitação grande perante a sociedade. Aonde eu chego ouço só elogios, por conta de perfil de enfrentar os desafios. Que não são pequenos”, disse.
O governo Robinson Faria chega aos três meses apresentando melhorias, sobretudo nos setores de Segurança Pública e Turismo. Apesar disso, a gestão enfrentar críticas de setores da oposição na Assembleia Legislativa, que apontam o uso de recursos do fundo previdenciário como algo não positivo para o Estado. Segundo Fábio Dantas, que é oriundo da Assembleia Legislativa, o governo precisa de maturidade para receber as críticas com serenidade. Para ele, a própria sociedade quer melhorias mais céleres.

“Eu já fui deputado de oposição, tem que ter muita maturidade, serenidade, de enfrentar as críticas que existem. Porque a sociedade exige mais do governante, exige muito mais de tudo. A tolerância do cidadão é muito pequena. Ele não aceita o simples fato de uma informação rápida mostrar uma estrutura arcaica, de anos e anos. Então ele quer uma resposta rápida, e isso não vai existir. Vão existir dificuldades, e enfrentamento das dificuldades”, declarou.

Na visão de Fábio Dantas, o que mostra um governo diferente do outro é a postura de enfrentar os problemas de cabeça erguida e consciência tranquila, e de estar fazendo o melhor para o estado. “A Assembleia Legislativa caminha bem. Existe uma integração muito grande, entre a Presidência e o governo, entre os deputados, e todos querem ajudar o Estado. Todos querem o melhor para o estado e para sua base política”, diz, salientando que o melhor para os deputados e mandatários é que o governo acerte. “Se errar a crítica é natural e tem que ser bem assimilada pelo governo”, lembra.
Para Fábio Dantas, o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa, é muito preparado, tem capacidade de argumentar e conhece a fundo as finanças do RN e cada um dos parlamentares. “Mineiro tem feito um bom trabalho ao reunir os deputados e as informações. É importante que os parlamentares saibam o que o governo está fazendo”, frisou.
“Só com desenvolvimento econômico enfrentaremos o déficit”
O vice-governador Fábio Dantas disse que apenas com desenvolvimento econômico o Rio Grande do Norte irá superar o déficit financeiro em suas contas públicas. Ele destaca que o governador Robinson Faria tem atuado para alavancar o turismo, que é uma das indústrias em que é possível obter retorno mais rápido em termos de impostos.

“O déficit financeiro é fruto de se gastar mais do que se arrecada. O governo não criou novas despesas. Mas o déficit continua porque já existia. Foi amenizado pela união dos fundos, mas a médio e longo prazo precisa de uma nova formatação, e essa formatação é muito difícil, haja vista que as despesas fixas não são passives de haver redução. Pelo contrário, vai haver crescimento”, analisa o vice-governador, explicando que somente neste ano o governo aumentou em 13% o vencimento dos professores, além de alguns planos que já foram incorporados e contando, por fim, com as promoções da polícia.

“Só há uma forma de enfrentar o déficit: é o crescimento econômico do estado. E isso o governador tem feito a sua parte, quando incentiva o turismo que é a indústria mais rápida que podemos ter de arrecadação para o estado. Então o incremento no turismo vai minimizar o problema. E a médio e longo prazo os parques industriais que vão se instalar no RN que fazem parte da luta do governador e dos desafios do governo de incrementar uma política industrial para o RN”.   FONTE: JORNAL DE HOJE  REPÓRTER DE POLÍTICA ALEX VIANA

Nenhum comentário: