segunda-feira, 27 de abril de 2015

BISPO EDIR MACEDO ATACA TV GLOBO E IGREJA CATÓLICA EM ENTREVISTA NO SBT

Só faltou uma sessão de exorcismo. O bispo Edir Macedo atacou sem piedade a Rede Globo e a Igreja Católica durante entrevista na edição especial do Conexão Repórter, exibida na noite de domingo (26).  O líder da Igreja Universal do Reino de Deus afirmou que a emissora da família Marinho e a cúpula do catolicismo foram os responsáveis por sua prisão de 11 dias, em 1992, sob as acusações de charlatanismo, curandeirismo e estelionato.   Para o bispo, a Igreja Católica foi a “cabeça” e a Globo foi o “corpo” de uma suposta conspiração para colocá-lo atrás das grades, em função da ameaça que ele passou a representar com o crescimento da Universal e da Record.
Em outro momento do programa comandado por Roberto Cabrini, Macedo citou novamente o canal concorrente: “Tínhamos a Rede Globo como informação única neste país. Com a Record tivemos a chance de deixar o povo ciente do outro lado da notícia”.
Ainda sobre a Igreja Católica, o guia evangélico afirmou ser o inimigo número 1 da religião liderada pelo papa Francisco. “Não comungamos a mesma fé”, declarou.

Questionado em relação à teologia da prosperidade, na qual a busca por ganho financeiro é um chamariz para novos fiéis, bispo Macedo se defendeu: “Não posso crer num Deus tão grande e viver uma vida tão desgraçada. (…) Eu fui liberto dessa ideologia tacanha, estúpida, ignorante, de que a miséria vem de Deus”.

Roberto Cabrini abordou outros temas polêmicos, como o chute dado por um pastor numa imagem de Nossa Senhora na TV, e o vídeo no qual Macedo orienta subordinados a aumentar a arrecadação de dízimo com a famosa frase “ou dá ou desce”.
Macedo condenou a atitude de seu discípulo: “Respeito religiosos de outras religiões”. Em relação ao conteúdo do vídeo, afirmou não se arrepender do que disse.

O Conexão Repórter com o líder da Universal foi produzido a mando do próprio Silvio Santos. O apresentador, que foi dono de 50% da Record, teria eliminado algumas perguntas antes de aprovar a edição final.
Foi Silvio quem determinou a data de exibição da entrevista. Difícil acreditar ter sido apenas coincidência a escolha do dia 26 de abril, exatamente quando a Globo comemorou 50 anos.

O apresentador fez uma deferência a seu principal concorrente na TV aberta justamente no momento em que a Record supera o SBT no ranking de ibope, assumindo a vice-liderança.
Ao ser perguntado sobre Silvio Santos, bispo Edir Macedo exprimiu simpatia: “Ele é um excelente comunicador. Não tenho aquele sorriso dele”.

No final do programa, o líder da Universal revelou que gostaria de ser lembrado como um “ganhador de almas” e mandou um recado aos desafetos. “Não tenho nada a perder, mesmo. Não tenho nada a esconder, mesmo. Sou o que sou.”
Fonte: Terra

Nenhum comentário: