segunda-feira, 23 de março de 2015

CHUVAS DEVERÃO CONTINUAR VARIANDO DE NORMAL A ABAIXO DO NORMAL NO RN

Em plena estação chuvosa para a região semiárida do Estado,  as chuvas ocorridas até o  momento mostram um comportamento abaixo do normal, e para o restante do período – março, abril e maio- , as chuvas deverão continuar a mostrar um comportamento variando de normal a abaixo do normal. A previsão é dos meteorologistas do Nordeste que estiveram reunidos recentemente, em Recife, com a presença do gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Bristot.

Essa previsão, segundo Gilmar Bristot, é resultante das condições predominantes nos oceanos, principalmente no oceano Atlântico que tem apresentado um comportamento pouco favorável para a ocorrência de chuvas sobre a região. Mesmo com a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT-Principal sistema causador de chuvas no nordeste brasileiro), presente sobre a região, a baixa umidade do ar tem colaborado com a pouca ocorrência de chuvas. Essa condição de baixa umidade relativa do ar pode estar associado ao aumento das chuvas sobre a região Amazônica.
Para o setor Leste do Nordeste, região em que as chuvas ocorrem com maior intensidade durante o período de abril a julho, a previsão é que as chuvas ocorram dentro da normalidade com grande variabilidade temporal no início da estação, normalizando a partir de junho. A tendência de ocorrência de chuvas até 28 de março de 2015 tem  valores esperados nesse período variando entre 30mm no litoral, podendo chegar a 100 mm no interior.

No monitoramento das chuvas que ocorrem sobre o Estado do Rio Grande do Norte é observado que durante o mês de Janeiro de 2015, as chuvas apresentaram uma distribuição bastante irregular, tanto espacial como temporal, além de apresentar baixos valores, não atingindo a média esperada para o mês. Foi registrada a predominância de chuvas abaixo de 20 milímetros (mm), e somente em algumas localidades isoladas do litoral leste e Alto Oeste é que as chuvas observadas apresentaram valores mais expressivos.
Para o mês de fevereiro de 2015, com as melhoras nas condições termodinâmicas dos oceanos, principalmente no Oceano Atlântico, as chuvas registradas apresentaram uma melhor distribuição espacial, e maiores volumes. Observa-se que chuvas com valores superiores a 50mm predominaram nas regiões Oeste, Seridó, Vale do Assú e Litoral Leste.

A chuva acumulada no período de janeiro até o dia 16 de março de 2015, mostra que em grande parte do estado predominam valores acima de 50mm, chegando em algumas áreas a superar os 300 mm como ocorreu em municípios das regiões do Alto Oeste, Vale do Assú e Litoral Leste. Na grande parte da região central, principalmente a região de Angicos, e Seridó Oriental, as chuvas apresentaram valores abaixo de 50mm em média.
No mapa do desvio, publicado no site da EMPARN,  das chuvas observa-se que predomina em todo o Estado desvios negativos, mostrando que as chuvas ocorridas até o momento estão abaixo do esperado. Uma grande área que envolve todo o Seridó, Região Central, grande parte do Agreste e Alto Oeste as chuvas mais de 50% abaixo do esperado para o período.
FONTE. JORNAL.HOJE

Nenhum comentário: