quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

MUNICÍPIOS EM SECA TAMBÉM PAGARÃO MAIS CARO PELO CONSUMO DE ÁGUA NO RN

O reajuste na tarifa da água utilizada pelos natalenses, operacionalizada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), será aplicado aos consumidores a partir do dia 12 de março. O acréscimo na conta será de 10,28%, conforme aprovação publicada no Diário Oficial do Município no último dia 12 de fevereiro. Neste primeiro momento, apenas os moradores da capital receberão o reajuste, mas o aumento na conta também irá impactar os outros municípios do Estado.
Segundo informou o diretor presidente da Caern, Marcelo Toscano, no dia 2 de março (segunda-feira) o Conselho Administrativo do Estado que lida sobre as reposições tarifárias irá se reunir para avaliar quando o reajuste será repassado aos outros municípios. “Após a reunião, tem-se a publicação no Diário Oficial do Estado e essa nova tarifa passa a valer após 30 dias”, comentou.

De acordo com Marcelo, apenas os municípios que estão em situação de colapso não receberão o reajuste. É o caso de Antônio Martins, Paraná, Luis Gomes, Tenente Ananias, Carnaúba dos Dantas, São Miguel, João Dias, Riacho de Santana e Doutor Severiano. Esses municípios tiveram seus reservatórios secados e a população não está sendo abastecida pela Caern. Em situações como essa, as famílias passam a ser atendidas por serviços da Defesa Civil e do Exército, por exemplo.

“Todos os outros municípios que não estão em colapso receberão a nova tarifa. As cidades que estão passando por rodízio de água, devido à seca, também receberão, mas não será imediato”, explicou Toscano. Atualmente as cidades que estão no sistema de rodízio são Caicó, Currais Novos, Acari e Equador.

Natal
A reposição tarifária foi dada pela Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento Básico do Município de Natal (Arsban). De acordo com a Agência, a redefinição foi solicitada pela Caern em setembro de 2013, quando a Companhia solicitava aumento de 12,47%. O valor da reposição inflacionária aprovada (10,28%) foi referente a 14 meses – de agosto de 2013 a dezembro de 2014.

Apesar de ter sido a terceira capital do nordeste a definir o reajuste de água, Natal passou na frente de João Pessoa (9,9%) e Recife (8,35%). De acordo com a Arsban, o reajuste na capital potiguar leva em consideração varias situações, como custos de pessoal, material e energia elétrica, por exemplo. A partir do início da nova tarifa, a Caern terá 180 dias para colocar em prática um novo sistema de call center e reestruturar as sedes de atendimento em quatro zonas da cidade.
FONTE: JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: