quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

HERMANO QUER SER O CANDIDATO DO PMDB CONTRA A REELEIÇÃO DE CARLOS EDUARDO ALVES

O PMDB não deve aderir a gestão Carlos Eduardo Alves (PDT) em Natal, porque isso inviabilizaria qualquer possibilidade de candidatura própria do partido em 2016. É isso que o deputado estadual Hermano Morais, presidente do Diretório Municipal peemedebista, acredita ao analisar as últimas notícias que tratam do ingresso da sigla na base de apoio do atual prefeito. Em contato com O Jornal de Hoje, Hermano não só voltou a defender a candidatura própria, como disse ainda que está disponível para ser mais uma vez o candidato do partido contra Carlos Eduardo – assim como foi em 2012.

Segundo Hermano, “o PMDB sofreu um revés recentemente e é hora de fortalecermos o partido com uma candidatura própria”, se referindo à derrota sofrida por Henrique Eduardo Alves na disputa pelo Governo do Estado no ano passado.
Sobre a possibilidade de aderir a gestão Carlos Eduardo, assunto muito comentado nos últimos dias, Hermano mostrou-se contra a participação do PMDB na atual administração municipal. “O PMDB pode colaborar de outra maneira. Entendo que participando do governo municipal prejudica qualquer projeto de futuro para o PMDB. Não seria importante para o partido”, ressaltou, voltando a insistir na tese de que candidatura própria fortalece a legenda.

Diante das notícias sobre a adesão do PMDB ao governo Carlos Eduardo, os vereadores peemedebistas Ubaldo Fernandes e Bertone Marinho foram taxativos em defender a candidatura própria do partido em 2016, colocando como potenciais candidatos tanto Hermano, como o deputado federal Walter Alves.

Já Walter, também ouvido pel’O Jornal de Hoje na semana passada, afirmou que não era o momento de falar sobre a eleição de 2016 e, assim como Hermano, acrescentou que o partido precisava ajudar Natal, mas não indicando cargos para o Executivo – uma vez que isso seria a oficialização da adesão peemedebista a gestão Carlos Eduardo.
FONTE: JORNAL DE HOJE  REPÓRTER DE POLÍTICA  JOAQUIM PINHEIRO

Nenhum comentário: