quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

EXTINTORES DO TIPO ABC, ACREDITE, AINDA SÃO RAROS NA CAPITAL POTIGUAR

Quase um mês após o governo prorrogar o prazo para a instalação de extintores do tipo ABC em todos os veículos, a dificuldade para encontrá-los ainda é grande em Natal. Algumas lojas chegaram até a fazer filas de espera, mas a perspectiva de chegada dos produtos em quantidade suficiente para o mercado local é remota.   Quem já vem garimpando um extintor para o seu carro desde dezembro é o auxiliar administrativo Francisco Júnior, de 40 anos. Nesta terça-feira (10)  finalmente conseguiu encontrar um extintor que se adapta ao suporte do seu carro. “Já procurei em três lojas. Esse daqui dá certo pra mim”, falou ao encontrar o produto numa loja no bairro do Alecrim.
Com a escassez do produto no mercado, naturalmente os produtos que ainda estão à venda têm preços bem superiores do que os registrados no início de dezembro passado. “Só achei caro, caríssimo. É um absurdo cobrar um negócio desse por cima da cabeça. Só sobra pra gente porque senão, é multa”, reclamou logo depois de desembolsar R$ 120,00 pelo extintor de carros de passeio. Em Natal, algumas lojas chegavam a oferecer o produto por R$ 70,00 antes da corrida obrigatória dos motoristas no final do ano passado.

O estabelecimento em que auxiliar administrativo adquiriu o seu extintor havia comprado uma centena semana passada, mas as unidades já estavam no fim. A pouco mais de dois meses do novo prazo para instalação vencer, o gerente da loja afirma que o mercado local ainda não foi abastecido suficientemente. “A situação continua do mesmo jeito. O que eu tenho é o que conseguimos com um atravessador em Recife na sexta-feira passado, não foi diretamente da loja. Mas já está acabando”, disse Marcos Aurélio de Oliveira.

Segundo o gerente, a previsão de entrega de uma das fábricas é em maio de 2016. A última vez que recebeu produtos direto da fábrica foi na segunda quinzena de dezembro. Marcos Aurélio até tentou fazer uma fila de espera para os clientes, mas a fábrica não cumpriu com a sua parte. “Eu fiz uma lista no ano passado porque prometeram mandar 400 unidades, mas só mandaram 60 e eu não tive o que dizer aos outros clientes”, contou.
O detalhe é que a Artincêdio, localizada na avenida Presidente Quaresma, possui apenas extintores de diâmetro estreito. O militar Getúlio Silva de Andrade, 44 anos, também estava à procura do produto. “Estou procurando, mas pra mim tem que ser aquele do tipo bola porque é o que dá certo no suporte do meu carro. Se eu comprar esse mais fininho, vai ficar folgado”, disse desaminado. Segundo a vendedora que o atendeu, muito gente tem dado um “jeitinho” quando encontra um extintor com uma forma que não se adapta ao suporte.

Getúlio lembrou também de outra ocasião em que os proprietários de carros precisaram correr atrás do prejuízo, mas as autoridades nacionais de trânsito recuaram. “A gente teve que comprar aquele kit de primeiros socorros. Depois disseram que não precisa mais. Não sei quem está por trás disso, mas é a gente quem paga”, lembrou o militar.
Em outra loja nas Quintas, há uma lista de espera de mais de 100 pessoas. Segundo o vendedor Francisco de Assis Salustino, a previsão da fábrica é que os produtos cheguem a Natal no sábado de carnaval. “Eu acho difícil, acho que só vai chegar depois do Carnaval mesmo. E eles vão priorizar também a venda para as fábricas de automóveis de lá do sudeste”, acredita o vendedor.  As duas únicas fábricas que produzem os extintores adaptáveis aos automóveis ficam em São Paulo e Minas Gerais. Os extintores do tipo ABC são eficazes em casos de princípios de incêndios contra madeira, papel, produtos eletrônicas e líquidos inflamáveis. O prazo final para a regularização de todos os motoristas é até o dia primeiro de abril.
FONTE.JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: