quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

ERRO EM ANÚNCIO FAZ PROFESSOR TENTAR COMPRAR QUATRO CELULARES A R$ 4,00, E CASO ACABA NA DELEGACIA-

Um cartaz de uma loja que oferecia a tentadora promoção de comprar um chip de celular por apenas R$ 1, e ainda ter direito a um aparelho sem adição de outros custos, causou enorme polêmica.
Após reivindicar seu direto, o consumidor Aurélio Damião foi acusado de “aproveitador” e o caso vai parar na delegacia.
Com o desejo de usufruir do benefício dado por uma loja de eletrodomésticos – benefício de vender um chip de celular junto do aparelho por apenas R$ 1 – o professor Aurélio, da cidade de Guarabira, saiu do seu trabalho e se dirigiu a loja no centro da cidade.
Propaganda feita de maneira errada deu a cliente Aurélio Damião direito de compara um celular acompanhado de um chip por apenas R$ 1.
Ele possuía R$ 4 em sua carteira e pretendia comprar 4 celulares com os respectivos chips, mas contou que ao chegar na loja, uma das vendedoras o informou que o cartaz estava escrito de forma errada e que a promoção correta daria direito a um chip pelo valor de R$ 1 após a compra de um aparelho.
O anúncio dizia:
– Oferta Imperdível, Chip Vivo R$ 1,00 com aparelho!
O professor contou que ainda passou pela desconfortável situação de ser chamado de “aproveitador” pelo gerente da loja.
Diante do impasse em fazer valer seu direto, Damião chamou a polícia.
A campanha se encaixa no que o artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor considera como propaganda enganosa, e o delegado explicou que o caso seria encaminhado ao juizado de pequenas causas.
O gerente propôs ao professor um acordo, informando que o mesmo poderia levar um celular, mas ele resistiu e queria quatro aparelhos.
“O gerente me ofereceu um celular e eu disse queria quatro, mas ele explicou que teria que tirar do ‘próprio bolso’ e eu me ressenti”, contou Aurélio, que por fim, aceitou ficar com apenas um dos aparelhos.
Depois de ter aceitado a oferta do gerente, ele foi isento de pagar pelo valor da promoção, embora quisesse.
Gadoo, via Solaneaonline
FONTE: JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: