domingo, 30 de novembro de 2014

ROBINSON FARIA VAI A ESTADOS VIZINHOS SONDAR PARCERIAS E CONHECER PROJETOS DE SUCESSO


O governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, irá a Fortaleza, no Ceará, no início desta semana, para uma audiência com o governador Cid Gomes (PROS). Ele também deverá visitar os Estados de Pernambuco e da Paraíba neste início de dezembro. O objetivo é aprofundar informações sobre projetos vitoriosos que deseja implantar durante a sua gestão, como “Ronda do Quarteirão”, e sondar parcerias que visem a diminuir a fronteira entre os estados, sobretudo no campo econômico.
A informação foi revelada esta manhã pela equipe de transição do governo. Já nesta segunda-feira, dia 1º de dezembro, o futuro governador do Estado terá uma audiência, às 15 horas, no Palácio da Abolição, sede do governo do Estado do Ceará. O encontro está agendado e será diretamente com o governador Cid Gomes.
O Programa Ronda do Quarteirão pode ser definido como uma nova estratégia de fazer polícia. Nele, os esforços estão concentrados na filosofia de polícia comunitária que consiste em uma tentativa de criar uma polícia técnica mais próxima da sociedade, fazendo dos agentes de segurança pública, agentes transformadores da pacificação social.
Na concepção do Programa Ronda foram estabelecidos focos prioritários como: a criação de polícia de proximidade, a utilização do uso legal e proporcional da força, por meio do irrestrito respeito aos direitos humanos, a qualificação em consonância com a utilização de tecnologia avançada e a interação com a comunidade.
No Ceará, o Programa elegeu como centro de confluência dos interesses comuns de segurança um núcleo urbano geo-referenciado, com uma área de 1,5 a 3 quilômetros quadrados, onde existe um número de telefone que corresponde ao número da viatura.
As características do Ronda tem fundamento na filosofia de polícia comunitária, em que a interação com a comunidade é realizada por meio de visitas às residências, escolas, condomínios, praças e outros. A permanência da mesma equipe de policiais em cada área de serviço proporciona aos moradores um laço de confiabilidade perdido pelo policiamento tradicional.
Inicialmente, o programa implantou cinco áreas de Fortaleza como projeto piloto, que teve a diversidade como fator de escolha – uma área muito pobre, área pobre, área de classe média, área nobre e área residencial de população com predominância operária, com grande fluxo de pessoas e cidades dormitório, foram os aspectos escolhidos por decisão do chefe do Poder Executivo cearense.
FONTE; JORNAL DE HOJE  REPÓRTER DE POLÍTICA  ALEX VIANA

Nenhum comentário: