domingo, 21 de setembro de 2014

PARTICIPAÇÃO DE JOVENS CAI 50 PORCENTO


A maioria dos potiguares com 16 ou 17 anos não demonstrou interesse em participar do pleito eleitoral que se aproxima. Apenas 31% destes jovens exerceram o direito de tirar o título de eleitor e estão credenciados a escolher os próximos gestores do Brasil e Estado. O voto facultativo sofreu queda se comparado com a última eleição geral, em 2010. Há quatro anos, 49% da população nessa faixa etária decidiu ir às urnas. Apesar das manifestações populares realizadas em 2013, onde mudança na política era uma das principais reivindicações, esses jovens preferiram não ter que ir às urnas.

A baixa participação da juventude neste pleito também é perceptível quando analisado o número de candidatos com até 29 anos de idade que estão na disputa pelo voto. De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Rio Grande do Norte possui apenas  22 candidatos com esta característica. O número representa 6,25% no universo de 352 postulantes a um cargo público no Estado.

Em 2010, segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  havia 125.184 jovens com 16 ou 17 anos no RN. Desta quantia, 62.496 (49%), de acordo com o TSE, tiraram o título de eleitor. Este ano, fazendo uma projeção  com o número de jovens que, em 2010, estavam com 12 ou 13 anos e excluindo variáveis como mortalidade e migração, o Estado conta 117.473 jovens com 16 ou 17 anos. Deste grupo, 37.477 pessoas, o que corresponde a 31%, decidiram procurar a Justiça Eleitoral para retirar o título. Ficaram fora do pleito, quase 80 mil pessoas
FONTE: TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário: