segunda-feira, 25 de agosto de 2014

MORTO A MARRETADAS NO RN RECEBERIA R$ 20 MIL DE HERANÇA, DIZ POLÍCIA CIVIL

O dinheiro da venda de um imóvel da família foi o que motivou a morte de José Janilson Rabelo, de 47 anos, assassinado com golpes de marreta na última quinta-feira (21) no bairro de Regomoleiro, em São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal. A Polícia Civil aponta que a vítima estava para receber R$ 20 mil da comercialização da casa, que fica no bairro Potengi, na Zona Norte de Natal.

Os três envolvidos no crime teriam ligações com a família de Janilson. O chefe de investigação da Delegacia de Polícia Civil de São Gonçalo do Amarante, João Costa, explica que a vítima ainda não havia recebido o dinheiro. "É uma herança que o irmão de José Janilson vendeu. A parte da vítima era R$ 20 mil", afirma.

A polícia foi ao endereço dos suspeitos do crime na noite da última sexta-feira (22) e prendeu um homem. Com ele, foram encontrados drogas e um revólver calibre 38. Os outros dois suspeitos, um homem e uma mulher, fugiram pelo mangue. A Polícia Civil considera o caso elucidado.
Segundo a Polícia Militar, o corpo foi encontrado pela mulher da vítima no final da tarde desta quinta assim que ela chegou do trabalho. Abalada, ela disse à polícia que o marido não tinha inimigos e não tem ideia do que possa ter motivado o crime.
Ainda de acordo com a mulher, José Janilson Rabelo foi morto na sala de casa. Moradores da região ficaram chocados com o crime. O dono de um mercadinho disse que viu o vizinho chegar em casa sozinho, por volta das 16h.

Uma equipe da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom) foi chamada e encontrou uma marreta com manchas de sangue próximo ao corpo. Os policiais acreditam que a ferramenta tenha sido usada no crime. Segundo a mulher, nenhum objeto foi levado de dentro da casa e o portão da residência não tinha sinais de arrombamento.
FONTE:  G1 DO RN

Nenhum comentário: