sábado, 19 de julho de 2014

GOVERNADORA ROSALBA CIARLINI GARANTE: “NÃO ESTOU APOIANDO NINGUÉM”


Repórter de Política Alex Viana
A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) afirmou que não está apoiando nenhum candidato nessas eleições no Rio Grande do Norte. Entretanto, antevê a expectativa de que poderá, sim, apoiar alguma candidatura. “Eu não estou apoiando ninguém e sobre política não é o momento para nós falarmos”, disse Rosalba.
Nos meios políticos, especula-se que Rosalba declare apoio ao seu ex-auxiliar de governo, o candidato do PSL a governador, Araken Farias. Ex-diretor do PROCON, Araken viria mantendo contatos diários com o secretário chefe do Gabinete Civil, Carlos Augusto Rosado, coordenador político do governo Rosalba.

Outra especulação diz respeito ao apoio ao vice-governador Robinson Faria, seu desafeto político desde dezembro de 2011, quando ele rompeu, deixou o governo e passou a fazer oposição duríssima ao governo. O apoio indireto à Robinson seria uma maneira de Rosalba tentar se vingar do DEM, que decidiu por uma aliança com o candidato do PMDB ao governo e do PSB ao Senado.

A governadora voltou a lamentar o fato de o seu partido, o DEM, não apresentar candidatos majoritários nessas eleições. Além da candidatura dela à reeleição, o partido comandado pelo senador José Agripino Maia no Rio Grande do Norte também descartou candidaturas ao Senado. Entre os cotados para disputar o Senado estavam o ex-deputado federal Ney Lopes de Souza e o ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rego. “A minha posição e de muitos que são filiados, mas que não puderam expressar a sua vontade, era de que o partido caminhasse com uma candidatura própria”, voltou a dizer Rosalba.

Para Rosalba, porém, não ser candidata já faz parte do passado. “O nosso partido deixou de ter um candidato, deixou de ter a oportunidade de mostrar as ações, o que tinha sido feito e que muitas vezes não tínhamos tido oportunidade de ir ao debate com o povo, infelizmente, mas isso é página virada. Vou trabalhar até o dia 31, se Deus quiser. Continuar fazendo pelo nosso estado. Porque, acima de tudo, o amor ao Rio Grande do Norte é maior”, completou a governadora.

A declaração dela foi dada na manhã desta sexta, durante evento de lançamento do programa Mais RN, uma parceria entre governo do Estado e Federação das Indústrias. “Eu não sou candidata. Todo o Rio Grande do Norte sabe que não foi uma decisão própria minha. Foi por ter sido impedida em função da decisão da direção do meu partido, que preferiu fazer uma coligação com o candidato do PMDB”, disse a governadora.

De acordo com a governadora, o momento agora é de olhar para frente. “Na sala administrativa tem muitos problemas, mas muitos. Eu torço é que o estado do Rio Grande do Norte possa se desenvolver e esse trabalho hoje é uma demonstração de que aqui estamos fazendo, deixando um legado, um momento diferente, onde essa parceria da classe produtiva, da sua entidade maior das indústrias, que é a Fiern, com o governo do Estado, entregando ao Rio Grande do Norte um instrumento para o desenvolvimento, com as bases técnicas, com os dados levantados, com o debate que com certeza será uma verdadeira bíblia para ajudar-nos a avançar ainda mais nesse RN que sonhamos maior e melhor”, disse, sobre o Mais RN.
FONTE: JORNAL DE HOJE

Nenhum comentário: