domingo, 25 de maio de 2014

ADUTORA DE ENGATE RÁPIDO PODE SANAR FALTA D'ÁGUA EM CURRAIS NOVOS, RN

Moradores do município de Currais Novos, na região Seridó do Rio Grande do Norte, estão cobrando uma solução urgente para o problema do desabastecimento d'água que atinge a região. É o que mostra matéria exibida neste sábado (24) pela Inter TV Cabugi. A longo prazo, a situação só deve melhorar quando a barragem de Oiticica ficar pronta. A obra vem sendo realizada pelo Governo do Estado, mas a população não aguenta mais esperar.
Até lá, segundo o presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB), a solução emergencial considerada mais viável é a construção de uma adutora de engate rápido - pegando água da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Assu, o maior reservatório do estado.
"É um modelo mais simples, mais fácil, mais ágil... uma adutora de 40 quilômetros, num custo de R$ 25 milhões, e que pode rapidamente ser iniciada e resolver o desespero da falta de água na cidade”, afirmou Henrique ao participar do 1º Seminário Água e Sustentabilidade, realizado na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Currais Novos nesta sexta-feira (23).
O açude Dourado, reservatório que abastece Currais Novos, está com o nível abaixo do normal, cerca de 20% - o que tem dificultado a vida dos quase 43 mil habitantes do município. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) precisa fazer um rodízio para que a água chegue às residências. Contudo, a qualidade da água que sai das torneiras é preocupante. “O chuveiro, quando a gente vai lavar no final de semana, tem que tirar. Ele fica preto. E a caixa fica até com quatro dedos de lama. São dois gastos, pois temos que pagar a água da Caern, que não tem qualidade, e ainda tem que comprar água mineral para poder beber, cozinhar e até tomar banho”, reclama uma moradora.
No mês passado, os moradores fizeram um protesto e fecharam a principal rodovia da região, cobrando projetos que melhorem a qualidade da água e uma solução definitiva para o fornecimento. “Vamos esperar calados mais uma vez? Ou vamos nos mobilizar?”, questiona a representante de um comitê que foi formado pela sociedade para exigir melhorias no abastecimento da cidade.
Para José Eduardo Alves, um dos diretores do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) no Rio Grande do Norte, a barragem de Oiticica é importante para resolver o problema da seca. "Mas, no futuro", ressalta. "Como a obra caminha a passos lentos, não dá pra contar com ela para a seca atual", destaca.
Ainda de acordo com Henrique Alves, o Ministério da Integração Nacional garantiu que vai liberar o dinheiro para a construção da adutora de engate rápido. A obra, no entanto, deve durar seis meses a partir do início dos trabalhos. "Esse projeto do sistema adutor já está no Ministério, mas a seca angustia Currais Novos agora. Por isso, em nome de toda bancada potiguar, fiz esse pleito, que foi atendido pelo ministro", afirmou o deputado federal.
 FONTE: DO G1 RN

Nenhum comentário: