quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

WALFREDO GURGEL ALERTA PARA IMPORTÂNCIA O HÁBITO DE LAVAR AS MÃOS

 
É recomendável higienizar as mãos com água e sabão em todos os casos nos quais as mãos estiverem visivelmente sujas ou contaminadas com sangue e outros fluidos corporais
Tida como um dos principais pilares do controle de infecções dentro dos serviços de saúde, a higienização das mãos é a forma de prevenção mais eficaz à transmissão de vírus e bactérias dentro dos ambientes hospitalares e também nas residências. Dessa forma, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) chama a atenção para a grande importância desse ato no controle de infecções relacionadas às transmissões cruzadas de microrganismos multirresistentes.
Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos durante a assistência prestada aos pacientes. Isso ocorre porque a pele é um reservatório de diversos microorganismos, que podem ser transferidos de uma superfície para outra, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados.
Para a infectologista e coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HWMG, Tereza Dantas, “a importância da lavagem correta das mãos é evitar a transmissão de patógenos (bactérias, vírus, fungos, e protozoários) entre pacientes, entre equipes e entre pacientes e equipes”.
Seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o HMWG anualmente promove campanhas de conscientização sobre o cuidado e a importância da higiene das mãos. É recomendável higienizar as mãos com água e sabão em todos os casos nos quais as mãos estiverem visivelmente sujas ou contaminadas com sangue e outros fluidos corporais, ao iniciar o turno de trabalho, após ir ao banheiro, antes e depois das refeições, antes de preparo de alimentos, ou antes de preparo e manipulação de medicamentos.

Nenhum comentário: