terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Com confirmações nos estados vizinhos, RN entra em alerta contra o sarampo


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (SUVIGE) está encaminhando a todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte uma nota técnica alertando para o aumento de casos de sarampo no Brasil.
Segundo o Ministério da Saúde, em 2013 o país apresentou surtos nos Estados de Pernambuco (180), Paraíba (9), Ceará (1), Minas Gerais (2), São Paulo (5), Espírito Santo (1), Santa Catarina (1) e Distrito Federal (1). Enquanto que no início de 2014, já registrou 65 confirmações, todas provenientes dos Estados vizinhos ao RN, Pernambuco apresentou 4 e o Ceará 61 casos. 

“Diante deste cenário, é importante que os gestores e profissionais de saúde estejam informados e colaborem com o sistema de vigilância, identificando os casos e notificando às instâncias competentes. Para isso estamos enviando uma nota de alerta, chamando a atenção para o risco de reintrodução do vírus causador do sarampo no Estado. Mesmo sem confirmar um caso desde 2000, o RN faz fronteira com Estados que estão em surto, além disso, estamos às vésperas da Copa do Mundo, quando haverá um aumento no trânsito de pessoas oriundas de diversos países e regiões do Brasil que têm casos confirmados de Sarampo. Por tudo isso as instâncias competentes têm que intensificar o trabalho da vigilância epidemiológica”, destaca Adriana Cristina Melo, técnica responsável pelas Doenças Exantemáticas na SESAP.
A SESAP encaminha a nota aos municípios através das Unidades Regionais de Saúde (URSAPs), alertando sobre a necessidade de notificar imediatamente os casos suspeitos de Sarampo, para que a SESAP junto à unidade notificadora possa tomar as medidas de controle cabíveis, num prazo máximo de 48hs, de modo a impedir uma eventual expansão da doença. Também incentiva os municípios a realizarem busca ativa das crianças que ainda não foram vacinadas com a tríplice viral, pois elas estão mais susceptíveis de contrair o Sarampo numa situação de surto. Vacina que também previne a rubéola e a caxumba, e está disponível gratuitamente nos postos de saúde durante todo o ano


FONTE. JORNAL DE FATO

Nenhum comentário: