segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

CERÂMICA ELIZABETH VAI INVESTIR 175 MILHÕES DE REAIS NO RIO GRANDE DO NORTE


A Governadora Rosalba Ciarlini se reuniu com o sócio-administrador da Cerâmica Elizabeth, José Nilson Júnior, que apresentou o cronograma de ações para a instalação da fábrica da empresa no município de Baía Formosa, localizado a 90 quilômetros da capital. Também participaram da reunião o secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Torquato e o prefeito de Baía Formosa, Nivaldo Melo.
A construção da fábrica será dividida em três fases e a expectativa é de que as obras sejam iniciadas no próximo mês de abril, após a liberação das licenças ambientais. A previsão para conclusão da primeira fase é junho de 2015. Já as duas etapas seguintes serão concluídas em 24 meses. “A maior fábrica da Cerâmica Elizabeth será no Rio Grande do Norte e já está em fase de implantação. O processo de licenciamento da área já está bastante adiantado e a construção está perto de ser iniciada”, afirmou a Governadora Rosalba Ciarlini, lembrando que a empresa utilizará energia limpa e, portanto, não resultará em degradação ao meio ambiente.

A Governadora também ressalta que o Governo do Estado trouxe o empreendimento garantindo o incentivo fiscal através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (Proadi) e do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial pelo Incentivo do Gás Natural (Progás). “Vamos trocar imposto por emprego e quando começar a construção da indústria, o aquecimento da nossa economia com a geração de emprego e renda será sentido. A fábrica, quando totalmente instalada, vai gerar 400 empregos diretos e 1,2 mil indiretos, o que para o Agreste vai ser mais um pólo de desenvolvimento”, pontua Rosalba Ciarlini.

Com um investimento da ordem de R$ 175 milhões, o Grupo Elizabeth recebeu do Governo do Estado 35% de abatimento no custo do gás natural (Progás), além disso, a isenção do ICMS (por meio do Proadi) corresponderá a uma dispensa de R$ 1 milhão, incentivos fundamentais para a instalação da indústria no Rio Grande do Norte. “Este apoio é de suma importância para viabilizar economicamente o projeto. Com os dois programas e a segurança que eles nos dão, a redução de custo será bem significativa”, diz o sócio-administrador do Grupo Elizabeth, José Nilson Júnior.

Nenhum comentário: