quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Genoino tem boa saúde


Brasília (AE) - Num laudo entregue ao Supremo Tribunal Federal, cinco médicos especialistas em cardiologia concluíram que o deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP) está em boas condições de saúde, não tem cardiopatia grave e, portanto, não é imprescindível a sua permanência em regime de prisão domiciliar para tratamento. Para os cardiologistas, após passar por “intenso estresse emocional”, Genoino apresentou manifestações clínicas “de forte componente psicossomático” como cefaleia, palpitações, tontura, anorexia, diarreia e episódios de constipação. Emitido por médicos indicados pela Universidade de Brasília (UnB), o laudo servirá de base para decisão da Justiça sobre o pedido dos advogados de Genoino para que ele cumpra a pena por participação no mensalão em casa.
Condenado pelo Supremo a uma pena de seis anos e 11 meses pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha, Genoino iniciou a execução da pena em regime semiaberto, mas está em prisão domiciliar desde o fim de semana, quando recebeu alta do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal. Na semana passada, ele foi levado para a instituição especializada no tratamento de problemas cardiológicos após ter reclamado de dores e ter dito que havia tossido catarro com sangue. Seus advogados chegaram a dizer que havia suspeita de enfarte.

No entanto, para os médicos, o quadro tem origem psicossomática. Sobre a tosse com sangue, eles chegaram à conclusão de que o problema decorre da administração de doses altas do anticoagulante Coumadin. O medicamento foi prescrito após Genoino ter apresentado um quadro de isquemia cerebral dias depois de o deputado ter sido submetido a uma cirurgia para dissecção da aorta (operação na maior artéria do corpo). “Provavelmente, o distúrbio da coagulação, manifestado atualmente, deveu-se ao inadequado controle da dose do medicamento”, diz o laudo.

Nenhum comentário: