terça-feira, 29 de outubro de 2013

Quadrilha que explodiu banco no RN abandona dinamites e queima carro


Bananas de dinamite foram encontradas pela Polícia Militar na manhã desta terça-feira (29) dentro de um dos carros usados pelos suspeitos de explodir a agência do Banco do Brasil na cidade de Guamaré, na região Costa Branca do Rio Grante do Norte. Outro veículo, um Gol, foi abandonado e incendiado pelos criminisos. Toda a ação da quadrilha aconteceu durante a madrugada. Houve tiroteio e um carro da Guarda Municipal foi alvejado com vários disparos. Ninguém ficou ferido e o bando conseguiu fugir. A polícia acredita que a quadrilha seja formada por cerca de 20 homens.
De acordo com o subcomandante do policiamento militar no interior do estado, coronel Lenildo Sena, o veículo encontrado com dinamite é do tipo Doblò. Ele foi achado em uma fazenda conhecida como São Sebastião, próximo ao município de Jandaíra. Pouco antes, outro carro usado na fuga, um Gol, também foi encontrado. "Estava abandonado na comunidade de Lagoa Seca, a cerca de seis quilômetros da cidade de Guamaré. Eles queimaram o carro para dificultar o trabalho da perícia", acrescentou o coronel.
De acordo com o major André Luiz Fernandes, comandante do policiamento de Macau, a ação da quadrilha não durou mais que 5 minutos. Eles chegaram a Guamaré tentado evitar a reação da polícia. Ao receber o chamado, os agentes foram surpreendidos por tiros quando tentaram sair.  “Eles atiraram contra um carro da Guarda Municipal e também ficaram em frente à delegacia”, contou.

Ainda de acordo com a polícia, a Doblò foi tomada de um cidadão que saia de madrugada para trabalhar. Ele foi feito refém por alguns minutos, mas liberado em seguida. Um caminhoneiro também foi obrigado a jogar seu veículo contra o carro da Guarda Municipal, que foi alvejado pelos criminosos.
"Enquanto um grupo atacava os policiais, outro preparava as dinamites dentro do banco", acrescentou o major. Após as explosões, a agência ficou destruída. Os suspeitos conseguiram acesso ao dinheiro. A quantia levada não foi revelada.

Este ano, segundo a Polícia Militar, mais de 30 unidades bancárias foram alvo de ações criminosas no Rio Grande do Norte. Na maioria delas, os arrombadores usaram maçarico ou artefato explosivo.

Nenhum comentário: