quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Produtores têm mais de R$ 200 mi em

As aquisições em empréstimos pelos produtores rurais são uma das principais fontes para a elevação dos negócios durante a Festa do Boi 2013, maior exposição de animais e máquinas agrícolas do Rio Grande do Norte, realizado no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. O crédito rural oferecido pelos bancos presentes na feira - Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal, que estreia na exposição - terão mais de R$ 200 milhões em linhas de créditos, o que equivale ao dobro da receita planejada pela Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc) para este ano.

O crédito rural está disponível tanto para pessoas físicas quanto para associações ou cooperativas de criadores. Os financiamentos podem contemplar um empréstimo para o custeio agrícola, como máquinas, veículos e implementos; ou insumos, como vacinas, rações e fertilizantes.

Segundo o superintendente da CEF no Rio Grande do Norte, Roberto Linhares, a intenção é tornar o banco uma referência também para o setor rural, assim como se consolidou no cenário de financiamentos em casas.

“Pretendemos tornar a Caixa uma referência numa área que é essencial para a economia brasileira: o setor rural. É o primeiro ano em que o banco realiza transações financeiras neste setor e, por isso, estreamos na Festa do Boi, onde estamos colocando a disposição dos produtores e criadores rurais diversas linhas de crédito”, conta o superintendente.
Ainda de acordo com Roberto Linhares, os contratos podem ser fechados durante a Festa do Boi ou após o evento, num prazo máximo de 30 dias. A Caixa Econômica inaugurou uma agência bancária no parque de exposições e contará também com um caminhão itinerante, onde os produtores podem tirar dúvidas quanto ao formato de obtenção de crédito.

Nenhum comentário: